sábado, dezembro 3, 2022

Estado italiano apreende bens de oligarcas ligados ao governo da Rússia

Fontes informaram à agência de notícias Reuters que neste sábado, dia 5 de março, a polícia da Itália apreendeu bens de quatro oligarcas ligados ao governo da Rússia que tiveram seus nomes inclusos na lista de sanções da União Europeia. Foram apreendidos bens num valor total de ao menos 140 milhões de euros, ou R$ 774 milhões convertendo para o real. Isso tudo entre casas e iates.

Confirmaram ainda que iates pertencentes a Gennady Timchenko, homem esse que possui um grande laço com Putin, e Alexey Mordashov, considerado o homem mais rico da Rússia, tiveram seus bens apreendidos pela polícia no porto Imperia, no lado norte da Itália. Alegaram também que houve apreensão da mansão do apresentador de Tv estatal russa Vladimir Soloviev, no Lago Como, e outra mansão na Ilha mediterrânea da Sardenha, pertencente ao empresário bilionário russo Alisher Usmanov.

Na sexta-feira, dia 04 de março, os bancos italianos tiveram a instrução de avisar com urgência no que diz respeito a todas as medidas tomadas para congelar os vários ativos de entidades de pessoas inclusas na lista de sanções da União Europeia pela divisão de inteligência financeira do Banco Central da Itália.

Na tentativa de que a Rússia saia do território ucraniano, países do ocidente colocam grandes e pesadas sanções. E, segundo fontes, nos próximos dias outros bens serão apreendidos, pois acreditam que, nos últimos 20 anos, oligarcas da Rússia compraram várias outras casas em território italiano.

Em entrevista concedida no sábado, dia 5, Dmitry Kuleba, ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, fez um pedido para que a aplicação de sanções econômicas contra a Rússia continue.

Declarou Kuleba: “Pedimos uma nova rodada de sanções contra a Rússia. Queremos todos os bancos excluídos, é preciso interromper a compra de petróleo russo”.

Porém, para Putin as sanções impostas contra a Rússia são uma tentativa de guerra.

Disse Putin neste sábado, dia 5: ” Muitas coisas que estão acontecendo são formas de criar um conflito maior contra a Rússia. Essas sanções são um indicativo de uma tentativa de guerra. Isso é uma ameaça não só para a gente, mas para todos.”

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

spot_img

CONFIRA