O futuro já está em Minas? Conheça o Crypto Valley Mineiro



A cidade de são Thomé das Letras, que respira beleza natural e liberdade, está se tornando o novo Crypto Valley Brasileiro. É possível perceber que a iniciativa segue a referência de El Salvador que adotou o Bitcoin como moeda de curso legal.

O projeto surgiu após estudantes e entusiastas de criptomoedas perceberem que o perfil alternativo da cidade seria uma cidade ideal para começar a implementar o projeto de adoção. Com esse enorme potencial em mãos, começaram a ensinar os comércios locais sobre as principais boas práticas, vantagens e especificidades das criptomoedas.

Assim, foram conquistando gradativamente mais pessoas que também perceberam o potencial de criptoativos como alternativas de pagamento, tendo cerca de 50 estabelecimentos que estão aceitando pagamentos em Dash Dinheiro Digital.

O projeto do Crypto Valley Mineiro está gradualmente atraindo novos apoiadores. Inicialmente, a Dash Brasil, através da conexão com Bruno Contardi e a Dash Core Group foi a primeira a apoiar e colaborar com o projeto na cidade mais alternativa de Minas Gerais.

Além disso, o projeto tem atraído bastante visibilidade na mídia e conquistou apoio do Centro de Referência da Assistência Social do município. A adoção tem o objetivo nacional de iniciar um grande movimento que vai além de ampliar a aceitação como meio de pagamento.

Os idealizadores do projeto são  Lucas Leiva, que é músico,  e Rao Caiuá, que é artista e produtor audiovisual. Ambos aceitam e trabalham com criptomoedas, e também pretendem popularizar o primeiro cripto-roteiro do estado de Minas Gerais e serem uma inspiração para todo o Brasil.

Os Pretendem alimentar a comunidade local com bastante conteúdo educativo, oportunidades de negócio com criptomoedas e também contribuir para que mais pessoas saibam sobre todas as inovações da tecnologia dos criptoativos.

Os idealizadores estão em constante conexão com várias personalidades e empreendedores do mercado de criptomoedas no Brasil com objetivo de compartilhar detalhes sobre o movimento que está acontecendo na cidade.

As criptomoedas, que se utilizam da tecnologia do blockchain e respeitam o princípio da escassez, sendo a melhor delas o Bitcoin, são os melhores meios de pagamentos atuais quando comparados a alternativas tradicionais quando se considera segurança e praticidade.

Mas o principal ponto a ser destacado é a ausência do estado na moeda, que por serem descentralizadas, não podem ser boicotadas ou manipuladas por planejadores centrais. Isso dá aos indivíduos mais liberdade para escolher a sua moeda e combate a perda do poder de compra inerente das moedas fiduciárias.




Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SpikeToSpike
Criptomoedas

Compre ou venda Bitcoin com a SpikeToSpike e ajude o povo do Rio Grande do Sul

A SpikeToSpike, rede P2P de Bitcoin, está com uma campanha para ajudar o povo do Rio Grande do Sul atingindo pelas enchentes. Através do cupom BTCRS, além de você ter um desconto especial de 25% nas taxas, você também estará contribuindo com doações para a população gaúcha atingida pelas inundações. Como funciona? Basta acessar o […]

Leia Mais
Samourai Wallet
Criptomoedas

Fundadores da carteira de Bitcoin Samourai presos sob a acusação de facilitarem “lavagem de dinheiro”

A última quarta-feira (24) foi um golpe duro para a comunidade Bitcoin e defensores da privacidade. Os fundadores da carteira de Bitcoin Samourai, Keonne Rodriguez e William Lonergan Hill, receberam ordem de prisão sob a acusação de “facilitarem a lavagem de dinheiro” por meio de sua ferramenta de coinjoin, o Whirlpool. Keonne Rodriguez foi preso […]

Leia Mais
Pavel Durov
Criptomoedas

O CEO do Telegram, Pavel Durov, diz que mantém algumas centenas de milhões de dólares em bitcoin há 10 anos

Durante uma entrevista com Tucker Carlson, que foi ao ar na terça-feira, o cofundador e CEO do Telegram, Pavel Durov, disse que manteve algumas centenas de milhões de dólares em moeda fiduciária ou bitcoin nos últimos 10 anos. Em resposta a uma pergunta sobre o fato de a plataforma de mensagens criptografadas não aceitar dinheiro […]

Leia Mais