sábado, dezembro 3, 2022

Homem armado detém atirador em escola da Bahia

O abatimento de um atirador em uma escola a Bahia feito nesta terça feira, mostra a importância de pessoas armadas para garantir segurança em espaços locais, ao contrário do que é afirmado por desarmamentistas.

A tragédia

Nesta terça feira, na escola Municipal Eurídes Sant’Ana, em Barreiras (BA), um adolescente que estudava no local entrou efetuando vários disparos, chegando a acertar alguma na estudante Geane da Silva Brito. Após acabarem as balas, a jovem foi esfaqueada até a morte. Durante os disparos, os alunos se refugiaram em uma quadra de esportes.

“O menino entrou na escola vestido de preto, deu um tiro na porta, lá dentro deu outro tiro. Os meninos correram para a quadra, mas o instrutor mandou sair e ir para o fundo da escola. Aí todo mundo conseguiu sair do colégio”

explicou um dos jovens que testemunhou o ataque.

Segundo as testemunhas e os policiais que estão investigando o caso, o atirador estavam com um revólver calibre 38 e duas facas que usou para realizar o crime. No entanto, uma pessoa armada até agora não identificada, deteve o agressor.

Secretaria de Educação com todo seu corpo técnico e a Polícia Militar acompanham o caso, promovendo todo apoio e assistência aos estudantes e seus familiares com toda a responsabilidade que a situação requer, diante de tão inesperada tragédia”

disse a polícia

Possíveis motivações do atirador

A polícia está investigando as possíveis motivações do atirador para o crime. Em um perfil dele e encontrado nas redes sociais, há indícios, segundo a polícia, de que o jovem possa ter sido motivado por preconceito. Entre as citações encontradas, estão a de que ele se considerava “um ser iluminado” e que “não aceitava estar no mesmo lugar” de outras do seu convívio e que “merecia mais”.

O jovem havia se mudado de Brasília para a Bahia com seu pai, que é policial.

O herói misterioso

De acordo com testemunhas e a polícia, o atirador foi detido por um terceiro até agora não identificado. Se o herói anônimo não tivesse intervido, provavelmente teriam havido mais vítimas. Ao contrário das alegações desarmamentistas, civis armadas aumentam a segurança local, como foi demonstrado nesse outro caso.

Ao contrário do que desarmamentistas afirmam, o mais provável é que uma quantidade maior de civis armados tornariam os tiroteios em escolas e outros locais mais fáceis de serem interrompidos ou impedidos.

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

spot_img

CONFIRA