quarta-feira, julho 6, 2022

Homem usa braço falso para evitar a vacina contra COVID-19

Um homem italiano pensou em contornar os mandatos sobre a vacina contra COVID-19 de seu país, mas foi preso quando apareceu usando um braço falso no centro de vacinação.

A enfermeira Filippa Bau, que faria a aplicação, percebeu que ele estava usando um braço de silicone muito parecido com a pele, que ia do ombro até o músculo deltoide, onde a injeção é aplicada. Ela disse ao jornal italiano La Repubblica que “se sentiu ofendida como profissional”, acrescentando que “a cor do braço me deixou desconfiada… Era bem feito, mas não era da mesma cor que a pele.”

“A princípio pensei que havia cometido um erro – que era um paciente com um braço artificial.”

Disse ela

O homem ainda tentou persuadi-la e perguntando: “Você imaginou que eu teria um porte físico como esse?”

O homem foi detido por usar um macacão com braços falsos.

O La Repubblica sugeriu que o mesmo homem pode ter compartilhado uma mensagem no Twitter mostrando um macacão de silicone à venda na Amazon, junto com a mensagem: “Se eu for com isso, eles vão notar?

Assim que foi descoberto, o acusado tentou convencer a enfermeira para “fingir que nada aconteceu” e seguir com a farsa, mas ela se negou e relatou o caso. O homem acabou admitindo o que fez, justificando que só queria conseguir o novo passaporte da Covid-19, concedido às pessoas que tomaram a vacina ou que recentemente se recuperaram da doença. A partir de segunda-feira (6), o documento será obrigatório para o acesso a bares, restaurantes, boates, outros estabelecimentos de lazer e prédios públicos na Itália.

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

CONFIRA