Lei Mariana Ferrer é sancionada por Bolsonaro

Foi publicada no Diário Oficial da União nesta terça a Lei 14.245, chamada Lei Mariana Ferrer, que prevê punição para atos considerados como violação da dignidade de vítimas de violência sexual e das testemunhas do processo durante julgamentos.

A lei é oriunda do Projeto de Lei (PL) 5.096/2020, a norma foi aprovada pelo Senado em outubro, numa pauta dedicada exclusivamente a proposições da bancada feminina, para marcar o encerramento do Outubro Rosa. O texto foi sancionado sem vetos pelo presidente da República, Jair Bolsonaro. 

A nova lei aumenta a pena para o crime de coação usada durante julgamento de um a quatro anos de prisão. O ato é definido como o uso de violência ou grave ameaça contra os envolvidos em processo judicial para favorecer interesse próprio ou alheio. Em casos de crimes sexuais, a pena recebe o acréscimo de um terço mais a multa.

A nova medida é de autoria da deputada Lídice da Mata e foi inspirada no caso da influenciadora digital Mariana Ferrer, que denunciou o empresário André Camargo Aranha, sem provas, de tê-la dopado e estuprado durante uma festa em Santa Catarina, no ano de 2018. Durante o julgamento, a defesa do acusado fez menções à vida pessoal de Mariana, inclusive apresentando fotografias íntimas. Segundo a depoente, as fotos foram forjadas. Devido à falta de provas, o réu, André Camargo Aranha, foi inocentado.

A forma como o julgamento do caso foi conduzida indignou vários senadores e senadoras, o que levou à defesa do projeto que levou o nome da influencer.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Carlos Teixeira bullyng
Direito

Garoto de 13 anos que era vítima de agressão morre devido a ineficiência da escola estatal e do SUS

Um adolescente de apenas 13 anos chamado Carlos Teixeira, morreu de forma trágica na última terça-feira (16), após complicações respiratórias. A morte foi resultante de agressões que o garoto sofria, cuja escola foi incapaz de impedir. O hospital onde o garoto e o pai procuraram ajuda foram incompetentes em não terem tomado as providências necessárias […]

Leia Mais
Elon Musk Senado
Direito

Após críticas a Moraes e Lula, Elon Musk é convidado a falar em comissão do Senado

Após uma série de críticas dirigidas ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Elon Musk, dono do X (antigo Twitter) foi convidado a participar de uma audiência pública na Comissão de Segurança do Senado. O convite foi aprovado em sessão realizada na terça-feira […]

Leia Mais
Elon Musk e Alexandre de Moraes
Direito

PF quer convocar representantes do X após críticas de Elon Musk a Moraes e Lula

Após críticas de Elon Musk a Lula e Alexandre de Moraes, a Polícia Federal (PF) quer convocar representantes do X (antigo Twitter) para prestar esclarecimentos sobre as ações do bilionário na plataforma. Investigadores afirmam que os depoimentos não têm data prevista. A medida é uma das estratégias da investigação da Polícia Federal, que apura se […]

Leia Mais