sexta-feira, setembro 22, 2023

Lula e seu discurso da democracia relativa

Uma fala recente do presidente Lula (PT) sobre a democracia ser relativa vem causando um certo alvoroço entre vários segmentos políticos. A fala do petista foi pronunciada durante uma entrevista para a Rádio Gaúcha, onde o presidente foi questionado sobre seu apoio ao presidente Maduro da Venezuela, apesar das acusações de ditadura sobre ele.

Segundo Lula:

“A Venezuela tem mais eleições do que o Brasil. O conceito de democracia é relativo para você e para mim. Eu gosto de democracia, porque a democracia que me fez chegar à Presidência da República pela terceira vez”

E completou:

“Por isso que eu gosto da democracia e a exerço na sua plenitude. Aqui, eu acho que o mundo inteiro sabe que a governança do PT é exemplo de exercício da democracia”

Já ouvimos isso antes

Vários segmentos políticos ficaram escandalizados com a fala de Lula, principalmente os grupos que se autoproclamam baluartes da democracia. Em um artigo recente do Folha de São Paulo chegou até mesmo a comparar a fala de Lula com o ex-presidente militar, o general Geisel, a época da Ditadura Militar.

Na ocasião o militar havia afirmado o seguinte sobre a democracia:

“Todas as coisas no mundo, exceto Deus, são relativas. Então, a democracia que se pratica no Brasil não pode ser a mesma que se pratica nos Estados Unidos da América, na França ou na Grã-Bretanha”. 

E em outra entrevista afirmou:

O BRASIL VIVE UM SISTEMA DEMOCRÁTICO DENTRO DE SUA RELATIVIDADE.”

Não é a toa que o Folha de SP é mídias similares estejam preocupadas com a fala de Lula. Tais grupos vêm se autointitulando baluartes de democracia e a vendendo a democracia como a garantia de que episódios similares à Ditadura Militar não voltem.

O que realmente é a democracia

Apesar dos autointitulados defensores da democracia negarem isso, a Ditadura Militar era uma forma de democracia. E isso não é uma defesa. É uma crítica.

Como bem mostrado por Hans-Hermann Hoppe em ‘Democracia, O Deus Que Falhou‘, a democracia é apenas uma tirania de um grupo de parasitas eleitos por uma (às vezes não tão grande) maioria. A realidade da democracia é muito diferente do que é pregado pelos seus defensores.

E um exemplo prático disto é um vigarista, demagogo e parasita do calibre do Lula ter sido eleito. E mesmo que quase metade da população brasileira ativa o rejeite, eles são obrigados – de acordo com a sacrossanta democracia – a aceitar as políticas infames impostas por ele até as próximas eleições.

E de certa forma ele não está errado sobre a Venezuela. E mais uma vez isso não é um elogio. Mas uma crítica. Apesar da opressão de Maduro, a oposição venezuelana ainda tem fé no mesmo regime que permitiu que um crápula como Maduro chegasse ao poder, e ainda apostam nele como solução para este problema.

Conclusão

Não importa a forma da democracia vigente. Se suas eleições são diretas ou indiretas. A própria democracia é o problema em si, ao permitir que os piores cheguem ao poder através da venda de ilusões para os mais incautos. E no fim até as pessoas mais sensatas e ponderadas serão obrigadas a se sujeitar a tal regime.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

spot_img

CONFIRA