sábado, dezembro 3, 2022

Mais um caso de violência política. E esse a grande mídia não divulgou

Mais um caso de violência política parece ter vindo a tona. No entanto, desta vez não houve repercussão na grande mídia. Talvez por que as vítimas sejam eleitores de Bolsonaro!

Em um vídeo publicado pelo perfil do Instagram do deputado federal Carlos Jordy, é possível ver um homem e uma mulher sendo obrigados por outras pessoas a rejeitarem seu voto em Bolsonaro e inclusive pedir desculpas por terem divulgado vídeos em apoio ao atual presidente.

Em seguida, as pessoas que estavam gravando o vídeo e os ameaçando começam a espancá-los. Em seguida o vídeo termina. Você pode conferir o vídeo abaixo (aviso: imagens fortes).

O silêncio da grande mídia sobre o caso

Pesquisamos se algum portal de notícia chegou a abordar o caso, mas não foi encontrado nenhum conteúdo sobre. O deputado é a única pessoa que publicou o conteúdo até agora, que provavelmente chegou até ele por meio de grupos do Whatsapp e Telegram (já que não é incomum criminosos divulgarem o conteúdo de suas agressões como forma de intimidação).

Alguém pode cogitar que seja dublagem – o que seria pouco provável, pois somente uma dublagem em um estúdio profissional seria capaz de algo do tipo – ou até mesmo encenação. Acho pouco provável que uma encenação fique tão bem feita sem ser feita por profissionais experientes, o que não parece ser o caso das pessoas do vídeo (sim, estou aqui me equilibrando entre o sarcasmo com a provável acusação de que seja “fake news” e a chance da dúvida).

Mas mesmo que fosse falso, sequer houve uma iniciativa para avaliar o vídeo e verificar se é verídico ou não. O vídeo foi assistido por mais de 10 mil pessoas até agora e a grande mídia comprometida com a “verdade” e informação”, além do combate à violência política, não escreveu nenhuma nota sobre isso?

Isso apenas reforça o que muitos já entenderam: a maioria dos meios de comunicação possui suas próprias opiniões políticas, que expressam implícita ou explicitamente, em suas matérias e reportagens.

Com exceção do caso do bolsonarista que quase foi morto ao protestar em frente ao Instituto Lula (talvez por que o caso ganhou tanta repercussão que fosse impossível ignorá-lo) todos os casos de violência por causa de política que a grande mídia divulgou foi de petistas como vítimas.

A violência política é uma insanidade, não importa de onde parta

Não se está aqui negando o absurdo e a insanidade dos casos de violência política que ocorreram principalmente durante as eleições, inclusive contra petistas. No entanto, é inegável que há um viés ideológico por parte da grande mídia tentando vender a ideia de que Bolsonaro e seus militantes são os únicos vilões. Enquanto isso, os aliados contra o bolsonarismo são apresentados como a “verdadeira esperança para o Brasil”. Quero que você entenda isso: o jornalismo objetivo é um mito.

A maioria dos meios de comunicação quando te dizem que são comprometidos com a verdade, honestidade e transparência estão mentindo para você! Fazem uso do seu quase monopólio garantido pelo estado para moldar a opinião pública de acordo com seus interesses, principalmente políticos.

Por isso o Gazeta Libertária existe. Não apenas para quebrar a narrativa estatista dominante e expor a ilegitimidade do estado, inclusive na sua forma democrática, mas também com um comprometimento com a verdade e transparência.

Se você quiser ajudar a fazer com que o conteúdo do Gazeta Libertária chegue a um número maior de pessoas, compartilhe este artigo e os demais com o maior número possível de pessoas!

Estamos junto nessa luta pela verdade e pela liberdade!

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

spot_img

CONFIRA