Mineração de Bitcoin atinge recorde

Mineração de Bitcoin

Em 25 de dezembro de 2023, a rede Bitcoin alcançou um marco significativo. A taxa de hash de mineração, uma medida do poder de computação da rede, atingiu um recorde histórico de 544 exahashes por segundo (EH/s). Esse evento histórico confirmado pelo Blockchain.com marca um aumento notável de 130% desde janeiro de 2023, quando a taxa de hash estava em 253 EH/s.

Esse aumento na taxa de hash coincidiu com um aumento notável no preço do Bitcoin, que subiu mais de 150% desde o início de 2023. No entanto, o aumento da taxa de hash trouxe desafios significativos para os mineradores. O aumento da concorrência e da capacidade de computação necessária para minerar Bitcoin tornou o processo mais difícil. Uma alta taxa de hash, embora benéfica para modelos teóricos de preços, representa um desafio para os mineradores que precisam despender mais esforços e recursos para garantir o próximo bloco.

Apesar da taxa de hash recorde, a lucratividade dos mineradores está em declínio. O preço do hash, uma métrica importante que indica os ganhos por terahash por segundo e por dia, caiu drasticamente. De uma alta de US$ 0,136/TH/s/dia em dezembro, caiu para US$ 0,09/TH/s/dia, uma redução de 34%. Esse declínio na lucratividade é atribuído a uma diminuição do frenesi em torno das inscrições ordinais do BRC-20 e à pressão sustentada de taxas elevadas nos mempools do Bitcoin, que não foram totalmente liberados por quase um ano.

O aumento na taxa de hash e a subsequente queda na lucratividade têm implicações significativas para o setor de mineração de Bitcoin. As operações de mineração maiores, com acesso a eletricidade mais barata e plataformas de mineração mais eficientes, podem ser capazes de resistir à menor lucratividade. No entanto, os mineradores menores ou aqueles com custos operacionais mais altos podem ter cada vez mais dificuldade em manter a lucratividade. Isso poderia levar a uma maior centralização do poder de mineração nas mãos de alguns grandes participantes, afetando potencialmente a natureza descentralizada da rede do Bitcoin.

Se o preço do Bitcoin continuar a subir, isso poderá compensar alguns dos desafios enfrentados pelos mineradores devido aos preços mais baixos do hash. Além disso, os avanços tecnológicos no hardware de mineração podem melhorar a eficiência e a lucratividade. No entanto, a volatilidade do mercado de criptomoedas e as mudanças regulatórias continuam sendo os principais fatores que podem afetar o futuro da mineração de Bitcoin.

Artigo escrito por Zach Anderson, publicado em Blockchain.news e traduzido por @rodrigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lula imposto sobre o Bitcoin
Criptomoedas

Governo Lula quer aumentar para 22,5% os impostos para todos os usuários de Bitcoin no Brasil

O governo Lula anunciou que pretende aumentar os impostos para todos os usuários de criptomoedas em até 22,5%. Segundo o governo, a proposta não é criar um novo imposto, mas aumentar ainda mais as taxas para os usuários que possuem criptoativos. A ideia é ‘fechar o cerco’ com àqueles que estão usando criptoativos para driblar […]

Leia Mais
Halving do Bitcoin
Criptomoedas

O halving do Bitcoin está cada vez mais próximo, com menos de 2.900 blocos restantes

No momento, restam menos de 2.900 blocos até o próximo halving do Bitcoin. Para compreender o conceito de halving, é bom entender primeiro como surgem os novos bitcoins, principalmente por meio do processo de mineração de bitcoins. Isso envolve entidades, conhecidas como mineradores, que validam blocos repletos de transações que aguardam confirmação. Em sua busca […]

Leia Mais
União Europeia ALM Criptomoedas
Criptomoedas

Novas leis contra lavagem dinheiro da UE visam transações em criptomoedas

Como parte das novas leis contra lavagem de dinheiro, o Parlamento da União Europeia proibiu carteiras de criptografia de autocustódia não identificadas para transações na região. A proibição tem como alvo as transações anônimas em dinheiro que excedam € 3.000 e as carteiras de auto-custódia em várias plataformas. Em uma publicação recente nas redes sociais, […]

Leia Mais