Mulher descobre que marido escondia R$ 1,6 milhão em Bitcoin durante divórcio

Mulher descobre que marido escondia Bitcoins durante o divórcio

Tempo estimado de leitura: 5 minutos

O caso de uma mulher que descobriu que seu marido estava escondendo R$ 1,6 milhão em Bitcoin durante divórcio vem ganhando destaque fora da comunidade cripto. A história foi revelada em reportagem do portal da CNBC no sábado (20).

Segundo a reportagem, a esposa estava desconfiada pela quase ausência de ativos em posse de seu marido durante o processo de divórcio. Segundo ela, marido recebia US$ 3 milhões por ano e o casal ficou junto por uma década.

A esposa insatisfeita com a repartição de bens que conseguiu, contratou uma especialista forense para que descobrisse onde estaria o restante dos bens. O especialista conseguiu então rastrear uma wallet de BTC e mostrar que ela pertencia ao marido: eram 12 Bitcoins, que no momento da descoberta valiam US$ 500 mil. Nesta quarta-feira (22), esse montante vale US$ 326 mil. 

Em entrevista ao CNBC, a mulher (que pediu para ter sua identidade preservada) disse que sabia da existência de criptomoedas e Bitcoin, mas não muito mais que isso. A busca durou seis meses entre o ínicio e o encontro dos bitcoins.

Como descobriram os Bitcoins?

A CNBC entrevistou diversos advogados e peritos para entender como foi possível a descoberta dos Bitcoins. Entre eles o investigador forense Nick Himonodis, que disse que a análise de criptoativos, criptomoedas e blockchains se tornou, de longe, o aspecto que mais cresce sua profissão.  

Segundo Himonodis, cerca 25% dos casos de divórcio nos quais ele atua envolvem criptomoedas de alguma forma. 

Um advogado afirmou à CNBC que “se você tem um cônjuge que é muito familiarizado com o mundo da tecnologia e outro que não é, pode ser muito fácil esconder patrimônio”. Um dos investigadores entrevistados destacou que “as corretoras centralizadas mantêm registros, assim como um agente de investimentos no Morgan Stanley manteria os registros dos seus investimentos”.

Quando não há o uso de uma corretora centralizada como intermediária. os investigadores acabam sendo a melhor opção para identificar esses casos.

Como proteger seus Bitcoins (inclusive do seu cônjuge)

Proteger os Bitcoins do rastreamento de terceiros se faz cada vez mais necessário. Não apenas em casos como esse dos investigadores contratados pela mulher em questão no caso do divórcio, mas de qualquer outro possível ladrão.

Uma breve nota sobre a eticidade deste caso e de como se deu a comunhão de bens durante o divórcio talvez se faça necessária: se não havia comunhão de bens como algo consentido por ambas as partes, então o caso configura em roubo. E obviamente que em vários países há legislações vigentes sobre divisão de bens onde a comunhão deles é imposta, sem que os cônjuges possam negociar sobre isso. O que é um absurdo.

Dito isso, passemos para a questão da segurança dos Bitcoins. O primeiro detalhe apontado pelos investigadores já é um mantra bastante conhecido entre os criptousuários: exchange não é carteira!

Mas mesmo que evitar deixar uma grande quantidade de Bitcoins em uma exchange seja um passo importante, ele não é suficiente. O próprio investigador contratado pela mulher encontrou os Bitcoins em uma wallet. Então será necessário um cuidado maior para proteger seus Bitcoins. Principalmente se você tiver uma grande quantidade deles.

O primeiro passo é evitar fazer grandes transações ou movimentações em exchanges. Se possível, escolha negociar p2p com alguém de confiança. Em seguida, escolha uma carteira que garanta o máximo de anonimato possível. Algumas sugestões de wallets excelentes são a Samourai e a Electrum. Abaixo serão deixados vídeos com tutoriais de como usar essas duas carteiras.

Tutorial Electrum Wallet
Tutorial Samourai Wallet

Em ambas as wallets você poderá fazer coinjoin, onde você poderá embaralhar suas transações com a de outros usuários, dificultando assim seu rastreamento. Também é recomendável que você mantenha o máximo das chaves privadas e parafrase de sua wallet muito bem protegidas.

Você pode simplesmente anotar em um pedaço de papel (se tiver uma boa durabilidade, melhor ainda). Caso queira proteger mais ainda sua parafrase, utilize placas de aço que são feitas especialmente para isso.

Ela vem com diversas peças móveis, cada uma com um caractere onde você poderá ordenar de acordo com a sequência dos caracteres de sua parafrase. Abaixo um vídeo tutorial de como fazer uso de tal ferramenta.

E caso queira uma segurança ainda maior para seus Bitcoins, uma boa opção seria usar uma hard wallet, que é um dispositivo físico similar a um pendrive onde você poderá guardar sua chave privada, e assim ter aceso exclusivo aos seus Bitcoins.

Como só estão conectadas à internet quando conectadas à um dispositivo que dê acesso à ela (como um computador ou notebook, por exemplo), o risco de rastreamento ou ataque hacker sobre elas é praticamente nulo.

Mas se você quiser economizar numa hard wallet e ainda garantir a segurança de uma, você pode usar um smartphone antigo que não esteja usando e depositar nele seus Bitcoins fazendo uso de wallet virtual (uma boa recomendação seria a Samourai). Ao conectar sua hard wallet improvisada na internet apenas sempre que for necessário, você estará garantindo o máximo de proteção aos seus Bitcoins.

Abaixo um vídeo tutorial de como você pode fazer isso:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pavel Durov
Criptomoedas

O CEO do Telegram, Pavel Durov, diz que mantém algumas centenas de milhões de dólares em bitcoin há 10 anos

Durante uma entrevista com Tucker Carlson, que foi ao ar na terça-feira, o cofundador e CEO do Telegram, Pavel Durov, disse que manteve algumas centenas de milhões de dólares em moeda fiduciária ou bitcoin nos últimos 10 anos. Em resposta a uma pergunta sobre o fato de a plataforma de mensagens criptografadas não aceitar dinheiro […]

Leia Mais
Lula imposto sobre o Bitcoin
Criptomoedas

Governo Lula quer aumentar para 22,5% os impostos para todos os usuários de Bitcoin no Brasil

O governo Lula anunciou que pretende aumentar os impostos para todos os usuários de criptomoedas em até 22,5%. Segundo o governo, a proposta não é criar um novo imposto, mas aumentar ainda mais as taxas para os usuários que possuem criptoativos. A ideia é ‘fechar o cerco’ com àqueles que estão usando criptoativos para driblar […]

Leia Mais
Halving do Bitcoin
Criptomoedas

O halving do Bitcoin está cada vez mais próximo, com menos de 2.900 blocos restantes

No momento, restam menos de 2.900 blocos até o próximo halving do Bitcoin. Para compreender o conceito de halving, é bom entender primeiro como surgem os novos bitcoins, principalmente por meio do processo de mineração de bitcoins. Isso envolve entidades, conhecidas como mineradores, que validam blocos repletos de transações que aguardam confirmação. Em sua busca […]

Leia Mais