O papel das criptomoedas no financiamento do terrorismo é superestimado, mostra Chainalysis

Hammas

A empresa forense de blockchain Chainalysis chamou a atenção para algumas “métricas exageradas e análises falhas” em relatórios recentes sobre o uso de criptomoedas por grupos terroristas como o Hamas, o Hezbollah e a Jihad Islâmica Palestina.

Ao trabalhar em apoio aos esforços para congelar e apreender ativos digitais que possam ser usados para financiar suas atividades, a empresa de análise reconheceu que algumas organizações terroristas arrecadam, armazenam e transferem fundos usando criptografia. Ao mesmo tempo, ela também apontou:

“O financiamento do terrorismo é uma parcela muito pequena da já muito pequena parcela do volume de transações de criptomoeda que é ilícita.”

“As organizações terroristas têm usado historicamente e provavelmente continuarão a usar métodos tradicionais baseados em moeda fiduciária, como instituições financeiras, hawalas e empresas de fachada, como seus principais veículos de financiamento”, disse Chainalysis em uma publicação de blog na quarta-feira.

Ele destacou o emprego de “metodologias imprecisas para estimar o papel da criptomoeda no financiamento do terrorismo” e observou que a transparência inerente da tecnologia blockchain torna a criptomoeda menos adequada para atividades ilícitas.

O artigo examina o papel dos provedores de serviços em tais transações, como a empresa Buy Cash, sediada em Gaza, que fornece serviços de transferência de dinheiro e câmbio de criptomoedas, que foi recentemente sancionada pelo Departamento do Tesouro dos EUA.

Fonte: Chainalysis

Ela também dá um exemplo de uma carteira afiliada ao financiamento do terrorismo e suas contrapartes, entre as quais há cerca de 20 provedores de serviços suspeitos. Os analistas da empresa descobriram que oito deles também fizeram transações com a Garantex, uma bolsa russa sancionada que, de acordo com um relatório recente do Wall Street Journal, movimentou dinheiro para grupos de Gaza.

Embora enfatize que interromper facilitadores como esses é uma prioridade, a Chainalysis também observa que “nem todos os fundos recebidos pelos provedores de serviços são fundos terroristas”. Ela adverte que o rastreamento por meio de provedores de serviços pode levar a conclusões imprecisas, pois quando alguém envia criptomoedas para um endereço usado por um provedor de serviços, elas geralmente são agrupadas e misturadas pela plataforma com os fundos de outros usuários.

Artigo escrito Lubomir Tassev, publicado em News.Bitcoin.com e traduzido por @rodrigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pavel Durov
Criptomoedas

O CEO do Telegram, Pavel Durov, diz que mantém algumas centenas de milhões de dólares em bitcoin há 10 anos

Durante uma entrevista com Tucker Carlson, que foi ao ar na terça-feira, o cofundador e CEO do Telegram, Pavel Durov, disse que manteve algumas centenas de milhões de dólares em moeda fiduciária ou bitcoin nos últimos 10 anos. Em resposta a uma pergunta sobre o fato de a plataforma de mensagens criptografadas não aceitar dinheiro […]

Leia Mais
Lula imposto sobre o Bitcoin
Criptomoedas

Governo Lula quer aumentar para 22,5% os impostos para todos os usuários de Bitcoin no Brasil

O governo Lula anunciou que pretende aumentar os impostos para todos os usuários de criptomoedas em até 22,5%. Segundo o governo, a proposta não é criar um novo imposto, mas aumentar ainda mais as taxas para os usuários que possuem criptoativos. A ideia é ‘fechar o cerco’ com àqueles que estão usando criptoativos para driblar […]

Leia Mais
Halving do Bitcoin
Criptomoedas

O halving do Bitcoin está cada vez mais próximo, com menos de 2.900 blocos restantes

No momento, restam menos de 2.900 blocos até o próximo halving do Bitcoin. Para compreender o conceito de halving, é bom entender primeiro como surgem os novos bitcoins, principalmente por meio do processo de mineração de bitcoins. Isso envolve entidades, conhecidas como mineradores, que validam blocos repletos de transações que aguardam confirmação. Em sua busca […]

Leia Mais