sábado, dezembro 3, 2022

Quando Ninguém Te Entende: Caso Roberto Jefferson

Roberto Jefferson, estava em sua residência, cumprindo prisão domiciliar por ter falado coisas desagradáveis aos olhos da autoridade estatal, quando foi surpreendido com a chegada de agentes da Polícia Federal.

Os agentes da PF queriam levar Roberto Jefferson preso, devido a ofensa – este entendimento é dos magistrados – proferida a uma ministra do Supremo Tribunal Federal.

Houve trocas de tiros e arremessos de granadas em direção aos policiais – confesso que este último ato parece ter menos credibilidade.

O Estado Sendo Venerado

Minutos após o ocorrido, humanistas das redes sociais e jornalistas opinativos de diversos grupos começaram a afirmar que a atitude de Roberto Jefferson foi abjeta. O próprio presidente, Jair Bolsonaro, condenou a atitude de atirar em policiais, dizendo que somente bandidos fazem isso.

Observando o que tem sido dito desde o episódio extraordinário, percebemos o erro comum na mentalidade escravagista: “uma ordem judicial foi desobedecida e quem a desobedeceu deve ser punido; o nosso senhor estado não pode ser desrespeitado.” Avaliar se as regras estatais descumpridas são legítimas parece não ter gerado interesse nos comentadores do caso.

Perseguição Ao Sujeito Falante

A polícia federal foi executar a prisão de Roberto Jefferson após a justiça descobrir que ele havia usado as redes sociais, atitude que lhe era proibido enquanto estivesse em prisão domiciliar. Segundo alguns jornalistas, se o estado disser que você não pode se expressar por algum tempo por meio específico, descumprir tal ordem justifica que você seja preso.

É Crime Defender-se do Estado?

É, ou ao menos parece, legítimo resistir à prisão desde que você não tenha violado a propriedade de ninguém. Entretanto, vivemos numa sociedade que prioriza a mentira e a falsa pureza, ao invés de tratar os temas delicados, como esse do qual falamos, de modo abrangente.

Uma das causas dessa fuga da verdade nos comentários deriva do culto a democracia associado a compulsão ao direito natural. Daí ao politicamente correto é um pulo.

Poucas pessoas desejam a verdade real. A maioria busca apenas seguir a linha interpretativa mais superficial e mais rentável. Assumo que sou tentado a isso todos os dias.

O Pensamento Aprisionado

A polidez argumentativa é o efeito colateral da democracia. O direito positivo é tão dogmático quanto a religião extremada, e fortalece a aversão à liberdade de expressão aos democráticos de plantão.

O regime democrático esconde em si a ditadura que lhe é inerente. O pensamento torna-se refém da estrutura do estado democrático de direito. Nenhuma interpretação fora desse regime é aceita.

Somos Livres Para Concordar

A liberdade num regime democrático é um subproduto. Quem a coloca como fundamento, sofre represálias. Adultos que durante toda a vida repetiram ladainhas possuem dificuldades em analisar situações que demandem pensamento crítico.

Roberto Jefferson pregou o que quase ninguém entendeu: “o dia do juízo se aproxima”. Resta-nos saber se tal pregação é um fato ou apenas fake news.

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

spot_img

CONFIRA