Revogaço desarmamentista de Lula suspende blindagem de veículos

Devido a revogaço armamentista de Lula, blindagem de veículos ficou suspensa no Brasil

O revogaço do decreto que facilitava o acesso às armas atingiu até mesmo a blindagem de veículos. Segundo empresas do setor, a atividade está suspensa desde meados do mês passado, quando o presidente Lula revogou o decreto 10.030/2019. O decreto, que havia sido emitido pelo ex-presidente, Jair Bolsonaro, dispensava a exigência do registro de armas e suspendia a necessidade de registro de blindagem de veículos no Brasil.

Revogaço das armas atinge a blindagem de veículos

Em janeiro de 2023, o presidente Lula emitiu o decreto N° 11.366/2023, onde realizou uma série de revogações no decreto 10.030/2019, deixado por Bolsonaro. Dentre elas, está a revogação da suspensão da necessidade de registrar veículos blindados.

Como o presidente não deixou nenhum conjunto de normas reguladoras, as empresas de blindagem resolveram paralisar as atividades temendo cometer alguma irregularidade.

Segundo a Associação Brasileira de Blindagem (Abrablin), a derrubada das normas sobre blindagem teria sido um equívoco por parte do governo. De acordo com a entidade, o governo não fez a avaliação técnica com tempo hábil para entender o impacto da medida sobre o setor de segurança privada.

“Ficamos no mesmo pacote das armas e pegamos a rebarba. A gente tem que trabalhar. Eles já entenderam que estão errados e que cometeram um erro. Mas essa correção é que demora. Mas tem que ser resolvido o mais rápido possível”

afirmou Marcelo Silva, presidente da Abrablin

A blindagem de veículos garante maior segurança aos seus proprietários devido ao revestimento que o veículo recebe. Por causa da revogação do decreto onde a suspensão da necessidade de registro de veículos blindados estava suspensa, a atividade está paralizada desde o mês de janeiro. Foto: BSS Serviços de Blindagem

A raiz do problema

Apesar da revogação do decreto 10.030/2019 ter atrapalhado a atividade de blindagem no país, isto está longe de ser a raiz do problema. O verdadeiro problema está na própria regulação da atividade, que burocratiza o acesso ao serviço e o torna desnecessariamente caro.

Além disso, se não existissem regulações, as empresas de blindagem de veículos não estariam pausando suas atividades por medo de alguma punição estatal.

Regulação de blindagem de veículos no Brasil

Apesar da regulação sobre blindagem de veículos ter ficado mais rígida em 2017, foi em 2021 que o Exército (órgão responsável pela fiscalização da atividade) endureceu mais ainda as regras.

Para se ter uma ideia, a atividade de recolagem de vidros em caso de delaminação passou a ser proibido. Segundo Mário Brandizzi, sócio proprietário da BSS Serviços de Blindagem Ltda:

“As pessoas costumavam fazer isso quando precisavam vender o carro, porque ninguém iria comprar um automóvel com vidro danificado. Assim, o veículo ficava com a aparência saudável. Esse processo foi proibido, porque a medida era paliativa e não impedia outra delaminação. Agora, se houver algum problema, o proprietário do veículo tem que trocar o vidro inteiro”

Resumindo: o consumidor sequer possui o direito de economizar mais aceitando esse procedimento menos custoso. Como sempre, o estado continua prejudicando mais do que ajudando os indivíduos.

One thought on “Revogaço desarmamentista de Lula suspende blindagem de veículos”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sinais eletromagnéticos no cérebro
Política

A “Síndrome de Havana” é uma agressão russa ou outra teoria da conspiração da mídia?

Na noite de domingo, o programa 60 Minutes da CBS publicou um segmento sobre a série de episódios médicos misteriosos sofridos por oficiais de inteligência dos Estados Unidos e funcionários do governo que receberam o apelido de “Síndrome de Havana”. Por quase uma década, as autoridades e suas famílias relataram ouvir sons repentinos de zumbidos […]

Leia Mais
Lula Macron Urânio
Política

Governo Lula assina acordo com a França para explorar urânio no Brasil

Representantes dos governos brasileiro e francês assinaram nesta quinta-feira (28), em Brasília, um acordo que prevê colaboração para geração de energia nuclear. Segundo reportagem da CNN, um dos destaques do texto do acordo é um entendimento para a exploração de reservas de urânio no Brasil. O acordo é de grande interesse para o governo francês, […]

Leia Mais
Lula e Maduro
Política

De forma inesperada, governo Lula endurece o tom contra governo Maduro na Venezuela

De forma inesperada, O governo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) endureceu o tom com o governo venezuelano de Nicolás Maduro, tradicional aliado das gestões petistas. A repreensão do governo foi feita por meio de uma nota divulgada na última terça-feira (26/3), pelo Itamaraty, onde foi manifestada uma preocupação com o andamento das eleições […]

Leia Mais