Seguindo ONU, Lula diz não reconhecer Hamas como grupo terrorista

Lula que Hamas seja um grupo terrorista

Em um café com jornalistas nesta sexta-feira, o presidente Lula (PT) afirmou que o governo não reconhece o Hamas como grupo terrorista e que estaria seguindo a mesma visão que a ONU sobre o grupo.

“A posição do Brasil é a mais clara e nítida possível. O Brasil só reconhece como organização terrorista aquilo que o Conselho de Segurança da ONU reconhece, e o Hamas não é reconhecido pelo Conselho como organização terrorista, porque ele disputou eleições na Faixa de Gaza e ganhou”

afirmou o petista

No entanto, para evitar ficar em uma saia justa frente ao público, afirmou reconhecer que os atos praticados pelo grupo, como os últimos ataques à civis na Faixa de Gaza, foram práticas terroristas:

“O que nós dissemos é que o ato do Hamas foi terrorista. Dissemos isso em alto e bom som. Que não é possível fazer um ataque, matar inocentes, sequestrar gente, da forma como eles fizeram, sem medir as consequências do que acontece depois, porque, agora, o que nós temos é a insanidade do primeiro-ministro de Israel, querendo acabar com a Faixa de Gaza, esquecendo que lá não tem só soldados do Hamas, mas mulheres e crianças, as grandes vítimas da guerra”

Leia também: Israel X Palestina: qual deve ser a posição libertária diante deste conflito?

Fica nítida a preocupação de Lula em seguir a perspectiva da ONU em relativizar o fato inegável de que o Hamas é um grupo terrorista. Os motivos para a ONU ter tal postura não pode ser vista como estranha, já que a ONU anseia tornar todos os governos seus vassalos. E isso inclui o estado palestino.

E no caso de Lula, uma vez que o estado de Israel é inimigo declarado de vários estados aliados ao PT, não é de se surpreender que Lula faça vista grossa ao fato do Hamas ser de fato um grupo terrorista que tira proveito da indignação legítima da população palestina contra as invasões do estado israelense à Gaza. Tanto as anteriores quanto as atuais.

E importante não esquecermos que todo estado é uma organização criminosa. A diferença do Hamas para os estados é apenas em termos de tamanho.

3 thoughts on “Seguindo ONU, Lula diz não reconhecer Hamas como grupo terrorista

  1. Israel está há décadas matando crianças, idosos, mulheres e bebês palestinos! Os sionistas são os verdadeiros terroristas!

    1. Décadas? E por que nunca foi falado? A cultura muçulmana não permite a liberdade, o argumento deve ser sobre a liberdade de exercer a religião, liberdade de expressão, liberdade de ir e vir. A cultura judaica defende e promove esses valores, já a cultura muçulmana não. Mulheres muçulmanas não têm direitos, a organização social é hierárquica e sem direitos, não há liberdade de expressão e tampouco liberdade de exercer diferentes religiões.

      Defender o Hamas, o Fatah, Hezbollah, Estado Islâmico, e outros grupos e culturas que promovem o extermínio de outras culturas, é sinal de loucura.

      A questão é defender a liberdade, e não grupos que supostamente são oprimidos.

    2. Como vê no texto, também aponto sobre os crimes do estado israelense. Agora se reconheço os crimes do estado israelense, porquê eu deveria fazer diferente? Qual nome você daria daria um grupo que sequestra e mata civis inocentes e desarmados? Não sou adepto da teoria da intercessionalidade para achar que porquê um grupo tem menos poder seus atos sejam menos criminosos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Escola cívico-militar
Política

Sobre a polêmica em torno do projeto das escolas cívico-militares

Foi aprovado pela Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) nesta terça-feira (21), o projeto de lei que viabiliza a implementação de escolas cívico-militares nas redes municipais e estaduais de educação do estado de São Paulo. Para muitos preocupados com a doutrinação esquerdista sobre as crianças nas escolas, o projeto é visto como uma saída. No […]

Leia Mais
Emchentes no Rio Grande do Sul
Política

Municípios atingidos pelas inundações no RS enfrentam burocracia para receber ajuda do governo federal

Em um artigo da CNN, diversas entidades municipais informaram que estão enfrentando uma enorme burocracia para receber verbas do governo federal para lidar com os impactos das inundações no Rio Grande do Sul. A informação contrasta com a acusação por parte da grande mídia e agentes públicos, de que a afirmação de tal burocracia na […]

Leia Mais
Dique de Mauá
Política

Bombeiros usam sacos de areia de improviso para impedir inundação no RS

Em um vídeo que está circulando na internet, uma equipe de bombeiros usa sacos de areia como improviso para impedir que um determinado lugar no Rio Grande do Sul fosse inundado. Um perfil popular no X chamado Peregrino publicou o vídeo e fez uma comparação com diques construídos por holandeses há mais de 100 anos. […]

Leia Mais