STF agora permite abertura de encomendas suspeitas de “conteúdo ilícito”

Correios

Foi decidido pelo STF, em uma sessão realizada nesta quinta-feira (30), que agora é válida a abertura de encomendas postadas nos Correios por funcionários da empresa, desde que haja indícios fundamentados da prática de “atividade ilícita”. O STF também informa que será necessário formalizar as providências adotadas para permitir o posterior “controle administrativo ou judicial”.

Como justificativa para esta medida, os ministros do STF, Eduardo Fachin e Alexandre de Moraes, argumentam que a alteração pode aumentar o número de apreensões de drogas e armas de fogo. Ou seja, os “crimes sem vítima”, que são monopolizado por facções criminosas justamente porque o estado destrói a concorrência de tais atividades por meio do proibicionismo, como você pode ler neste artigo.

E dada a crescente preocupação do STF com qualquer conteúdo considerado “ofensivo à democracia”, não é difícil imaginar que qualquer correspondência considerada suspeita de tal conteúdo, também possa ser violada. E não esquecer é claro, do combate do estado ao contrabando. Esse crime hediondo de vender mercadorias mais baratas e sem pagar impostos.

Pois é. O Leviatã não está brincando em sua busca de monitorar cada vez mais a sociedade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pistola de água Carnaval
Direito

Governador da Bahia sanciona lei que proíbe uso de pistola de água durante o Carnaval para combater “machismo e misoginia”

Foi aprovada na última segunda-feira (29) pelo governador da Bahia, Jerônimo Rodrigues, a Lei nº 14.584, que proíbe a utilização de pistolas de água e objetos similares durante o Carnaval e festas de rua. Segundo o governador, a medida visa prevenir assédios contra mulheres. O evento em que ocorreu a aprovação da lei, teve a […]

Leia Mais
Monark
Direito

Monark pode pegar 2 anos de prisão por desobedecer ordens do STF, afirma Polícia Federal

Segundo a Polícia Federal, o influencer Monark pode pegar até 2 anos de prisão por ter desobedecido ordens judiciais. Segundo o órgão, há indícios de que o influencer descumpriu ordens do judiciário ao criar novas contas para “disseminar fake news”. A PF informou que de acordo com o Código Penal, o indivíduo que exerce atividade […]

Leia Mais
Cyberbullyng
Direito

Sobre a criminalização do bullying e do cyberbullying

A Lei 14.811/2024, que criminaliza o bullying nas escolas e o cyberbullying, foi sancionada na última segunda-feira pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A lei teve origem no PL 4224/2021 do deputado Osmar Terra (MDB-RS). Além da criminalização do bullying e do cyberbullying, a lei prevê que crimes previstos no Estatuto da Criança e […]

Leia Mais