terça-feira, setembro 27, 2022

Usuários russos da Binance são bloqueados após sanções

Após as sanções aplicadas contra a Rússia, a corretora de criptomoedas Binance começou a bloquear as contas dos clientes russos na exchange. Nesta segunda-feira, a empresa informou que não irá congelar outras contas, após ucranianos solicitarem o bloqueio nas principais plataformas de moedas digitais.

“Estamos bloqueando as contas daqueles na lista de sanções (se eles tiverem contas da Binance) e garantindo que todas as sanções sejam cumpridas integralmente”, destacou um porta-voz da Binance, em entrevista à agência internacional de notícias Reuters, mas não deu mais detalhes.

A Binance, por sua vez, informou em nota oficial que não irá congelar milhões de contas de usuários inocentes. “A criptografia foi criada para fornecer maior liberdade financeira para pessoas em todo o mundo.”

O pedido partiu do primeiro ministro da Ucrânia, Mykhailo Fedorov, que fez a solicitação do bloqueio de usuários russos na exchange Binance neste domingo (28).

Esta medida faz parte de uma das várias sanções aplicadas à Rússia como forma de pressioná-la a cessar fogo contra a Ucrânia. Neste sábado, a União Europeia, Reino Unido, Canadá e Estados Unidos haviam anunciado o bloqueio do acesso de certos credores ao sistema internacional de pagamentos SWIFT como mais uma das sanções à Rússia.

A SWIFT – sigla para Society for Worldwide Interbank Financial Telecommunicatio (ou Sociedade de Telecomunicações Financeiras Interbancárias Mundiais em português) é uma sociedade cooperativa internacional sediada em Bruxelas. A SWIFT serve como canal de padronização de negociações a nível global.

No domingo (27), o vice-primeiro-ministro da Ucrânia, Mykhailo Fedorov, informou a solicitação do bloqueio dos endereços de carteiras digitais de usuários russos.

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

spot_img

CONFIRA