A mineração de Bitcoin se torna mais difícil à medida que a dificuldade da rede atinge um novo pico

Rede Bitcoin atinge novo pico de dificuldade

Tempo estimado de leitura: 3 minutos

Em 18 de maio de 2023, na altura do bloco 790.272, a dificuldade do Bitcoin atingiu um recorde histórico depois de subir 3,22% na quinta-feira. A dificuldade da rede está agora em impressionantes 49,55 trilhões, ou 0,90% de distância de 50 trilhões de hashes, tornando a descoberta de uma recompensa de bloco a mais difícil de todos os tempos.

Leia também: Desdolarização global e o papel do Bitcoin: Arthur Hayes

A dificuldade do Bitcoin sobe para um território inexplorado, sobrecarregando os mineradores

Este ano, o Bitcoin mais uma vez quebrou um recorde, pois a dificuldade da rede aumentou 3,22%, chegando a um valor sem precedentes de 49,55 trilhões. A dificuldade da rede é uma medida de quão difícil é encontrar um valor de hash que atenda aos critérios exigidos para que um novo bloco seja adicionado à blockchain do Bitcoin. Notavelmente, o recente aumento na dificuldade ocorreu após uma queda de 1,45% na altura do bloco 788.256, onde a dificuldade da cadeia permaneceu em 48,01 trilhões por aproximadamente duas semanas.

Atualmente, os mineradores de Bitcoin estão dedicando 363,84 exahash por segundo (EH/s) ao blockchain do Bitcoin. O último aumento de 3,22% ocorreu na altura do bloco 790.272, e a próxima mudança de dificuldade deve ocorrer por volta de 31 de maio de 2023. Estatísticas recentes mostram que os intervalos entre blocos estão sendo um pouco mais longos do que a média usual de dez minutos. Às 19h30, horário do leste dos EUA, em 18 de maio, os intervalos variavam de dez minutos e 12 segundos a dez minutos e 33 segundos.

Nas últimas 72 horas, o principal pool de mineração de bitcoin foi a Foundry USA, com um hashrate de aproximadamente 109,04 EH/s. Isso representa 30,02% do hashrate total da rede Bitcoin durante esse período. A Foundry é seguida pela Antpool, com 77,77 EH/s, F2pool, com 54,52 EH/s, e Viabtc, com 40,89 EH/s. A Binance Pool, a quinta maior em hashrate, tem aproximadamente 27,26 EH/s de hashrate hoje.

Apesar da dificuldade crescente, os mineradores de Bitcoin mantiveram uma alta taxa de hash investindo mais poder computacional na rede. Embora os preços do BTC estejam abaixo da faixa de US$ 27.000, eles são significativamente mais altos do que o valor de US$ 16.500 que o BTC negociou em 31 de dezembro de 2022. Além disso, além da dificuldade máxima de todos os tempos (ATH) em 18 de maio, o hashrate da rede atingiu um ATH em 2 de maio, quando alcançou 491,15 exahash por segundo (EH/s) na altura do bloco 787.895.

Artigo escrito por Jamie Redman, publicado em News.Bitcoin.com e traduzido e adaptado por @rodrigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lula imposto sobre o Bitcoin
Criptomoedas

Governo Lula quer aumentar para 22,5% os impostos para todos os usuários de Bitcoin no Brasil

O governo Lula anunciou que pretende aumentar os impostos para todos os usuários de criptomoedas em até 22,5%. Segundo o governo, a proposta não é criar um novo imposto, mas aumentar ainda mais as taxas para os usuários que possuem criptoativos. A ideia é ‘fechar o cerco’ com àqueles que estão usando criptoativos para driblar […]

Leia Mais
Halving do Bitcoin
Criptomoedas

O halving do Bitcoin está cada vez mais próximo, com menos de 2.900 blocos restantes

No momento, restam menos de 2.900 blocos até o próximo halving do Bitcoin. Para compreender o conceito de halving, é bom entender primeiro como surgem os novos bitcoins, principalmente por meio do processo de mineração de bitcoins. Isso envolve entidades, conhecidas como mineradores, que validam blocos repletos de transações que aguardam confirmação. Em sua busca […]

Leia Mais
União Europeia ALM Criptomoedas
Criptomoedas

Novas leis contra lavagem dinheiro da UE visam transações em criptomoedas

Como parte das novas leis contra lavagem de dinheiro, o Parlamento da União Europeia proibiu carteiras de criptografia de autocustódia não identificadas para transações na região. A proibição tem como alvo as transações anônimas em dinheiro que excedam € 3.000 e as carteiras de auto-custódia em várias plataformas. Em uma publicação recente nas redes sociais, […]

Leia Mais