Charlie Munger da Berkshire ataca o Bitcoin

Charlie Munger chama o Bitcoin de "criptofezes"

O vice-presidente da Berkshire Charlie Munger diz que a substituição das moedas nacionais é como substituir o ar

O vice-presidente da Berkshire Hathaway, Charlie Munger, continuou seus insultos contra as criptomoedas e seus apoiadores na quarta-feira durante uma entrevista ao vivo com a CNBC na reunião anual de acionistas do Daily Journal.

Referindo-se a seu recente artigo de opinião no Wall Street Journal afirmando que as cricriptomoedas deveria ser banida, o executivo de 99 anos insistiu que não há nenhum argumento “racional” contra sua posição de banir as criptomoedas . Ele opinou:

Acho que as pessoas que se opõem à minha posição são idiotas… É ridículo que alguém compre estas coisas.

“Você pode pensar em poucas coisas no planeta que tenham feito mais bem para a humanidade do que o dinheiro – moedas nacionais. Elas foram absolutamente necessárias para transformar a humanidade de um maldito macaco bem-sucedido em um ser humano e uma civilização humana moderna e bem-sucedida, porque elas possibilitaram todo esse intercâmbio conveniente”. Munger descreve, e elabora:

Portanto, se alguém diz que eu vou criar algo que substitui a moeda nacional, é como dizer que eu vou substituir o ar nacional… é uma grande estupidez.

“E é claro, é muito perigoso, e é claro, os governos estavam totalmente errados em permitir isso, e é claro, não estou orgulhoso do meu país por permitir essa porcaria”, ele enfatizou. “Não vale nada, não presta, é uma loucura, não fará nada além de mal, é anti-social permitir”.

O executivo da Berkshire continuou: “O cara que tomou a decisão correta sobre isso é o líder chinês. O líder chinês deu uma olhada nas criptomoedas , e ele disse ‘não na minha China’, e boom … não há nenhuma criptomoeda na China”. Ele está certo e nós estamos errados”.

Embora ele acredite que se deve poder expor os argumentos a favor e contra um determinado assunto, o vice-presidente da Berkshire disse que as criptomoedas são uma exceção. “Quando se trata de algo tão horrível como criptofezes … Há apenas uma resposta correta para pessoas inteligentes – basta evitá-la totalmente e evitar todas as pessoas que a estão promovendo”. Ele enfatizou:

É simplesmente indescritível, é um horror absoluto, e tenho vergonha do meu país que tantas pessoas acreditem neste tipo de porcaria, e o governo permite que ela exista.

“É um jogo totalmente, absolutamente, louco, estúpido, com enormes chances domésticas para as pessoas do outro lado, e elas trapaceiam… É uma loucura”, concluiu ele.

Munger já bateu em criptomoedas várias vezes no passado. Anteriormente, seu alvo era o BTC.

O executivo da Berkshire disse em 2021 que desejava que as criptomoedas nunca tivessem sido inventadas e elogiou a China por proibir as criptomoedas. Ele também chamou o Bitcoin de “nojento e contrário ao interesse da civilização”. Em fevereiro do ano passado, ele instou o governo a proibir o Bitcoin e chamou a criptologia de “doença venérea”. Em julho, ele aconselhou a todos a evitar as criptomoedas como se fosse um “esgoto aberto, cheio de organismos maliciosos”.

Artigo escrito por Kevin Helms, publicado em News.Bitcoin.com e traduzido e adaptado por @rodrigo

O que Charlie Munger não consegue (ou não quer) entender

Charlie Munger acredita que toda a prosperidade atual e desenvolvimento da civilização moderna dependeram das moedas nacionais. Ele está certo em reconhecer na moeda a possibilidade para o livre comércio que trouxe prosperidade para o mundo. Mas erra ao atribuir às moedas nacionais este grande feito.

Como o grande economista austríaco Carl Menger demonstrou em “A Origem do Dinheiro“, a moeda não surgiu de nenhum decreto real, mas evoluiu do próprio livre mercado, a partir de mercadorias de maior negociabilidade. Ao longo da história, várias mercadorias exerceram o papel de moeda, como conchas, gado, sal. Até um tempo atrás o ouro e a prata exerceram esse papel.

É isso até os estados abolirem o padrão ouro e imporem as moedas de papel de curso forçado. A partir daí, o estado aumentou seu poder predatório, por um lado garantindo que ninguém escapasse do confisco, bem como por meio da possibilidade de imprimir dinheiro novo e usá-lo para seu benefício.

Tal processo leva ao Efeito Cantillion, onde os primeiros recebedores do dinheiro recém impresso são beneficiados às custas dos últimos recebedores, que recebem o dinheiro já desvalorizado.

Diferente da moeda-mercadoria, as moedas nacionais são a verdadeira praga. Não o Bitcoin.

O Bitcoin, inclusive, foi criado justamente para devolver a autonomia dos indivíduos sobre seu próprio dinheiro, é junto a isso a possibilidade de manter seu poder de compra constante ou até mesmo crescente.

E isso tudo graças as características que tornam o Bitcoin uma grande moeda, dentre elas sua escassez, durabilidade, divisibilidade, portabilidade e segurança.

Curioso Charlie Munger louvar a medida totalitária do líder chinês em relação às criptomoedas. Será que ele flerta com outras medidas totalitárias, como prisão de jornalistas e campos de concentração? Eu não duvidaria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Lula imposto sobre o Bitcoin
Criptomoedas

Governo Lula quer aumentar para 22,5% os impostos para todos os usuários de Bitcoin no Brasil

O governo Lula anunciou que pretende aumentar os impostos para todos os usuários de criptomoedas em até 22,5%. Segundo o governo, a proposta não é criar um novo imposto, mas aumentar ainda mais as taxas para os usuários que possuem criptoativos. A ideia é ‘fechar o cerco’ com àqueles que estão usando criptoativos para driblar […]

Leia Mais
Halving do Bitcoin
Criptomoedas

O halving do Bitcoin está cada vez mais próximo, com menos de 2.900 blocos restantes

No momento, restam menos de 2.900 blocos até o próximo halving do Bitcoin. Para compreender o conceito de halving, é bom entender primeiro como surgem os novos bitcoins, principalmente por meio do processo de mineração de bitcoins. Isso envolve entidades, conhecidas como mineradores, que validam blocos repletos de transações que aguardam confirmação. Em sua busca […]

Leia Mais
União Europeia ALM Criptomoedas
Criptomoedas

Novas leis contra lavagem dinheiro da UE visam transações em criptomoedas

Como parte das novas leis contra lavagem de dinheiro, o Parlamento da União Europeia proibiu carteiras de criptografia de autocustódia não identificadas para transações na região. A proibição tem como alvo as transações anônimas em dinheiro que excedam € 3.000 e as carteiras de auto-custódia em várias plataformas. Em uma publicação recente nas redes sociais, […]

Leia Mais