Pontos de vendas de Criptomoedas ajudam os refugiados da venezuela

Os refugiados que migram da Venezuela para a Colômbia agora podem usar criptomoedas para fazer compras através da fronteira.

A Panda Group, operadora da plataforma colombiana Panda Exchange, criou um novo serviço que visa aliviar algumas das questões que os refugiados venezuelanos enfrentam quando passam pela fronteira para o país vizinho.

O serviço de criptomoedas é uma loja de ponto de venda (PDV) na fronteira, onde os visitantes podem comprar vários produtos usando criptomoedas. Typson Sanchez, co-fundador e CTO da Panda Exchange, compartilhou um tweet (confira abaixo) revelando que o novo serviço foi lançado em Santander, Colômbia, servindo refugiados atravessando a Ponte Internacional Simón Bolívar.

Do jeito que está, os usuários podem ir até a loja e comprar mercadorias na loja física usando Bitcoin (BTC), Bitcoin cash (BCH) e DAI. O serviço faz as conversões de moeda apropriadas e a loja é paga em pesos colombianos.

Os clientes também podem comprar Bitcoins na loja. A loja usa a taxa de conversão prevalecente de peso em Bitcoin na LocalBitcoins. A exchange de Bitcoins pelo serviço incorre em 10{6f48c0d7d5f1babd031e994b4ce143dfcbd9a3bc2a21b0a64df4e7af5a5150a1} de taxas para compradores e 5{6f48c0d7d5f1babd031e994b4ce143dfcbd9a3bc2a21b0a64df4e7af5a5150a1} em taxas para vendedores.

Bitcoin na Venezuela

Enquanto as criptomoedas são vistas principalmente como reservas de valor nos países desenvolvidos, na Venezuela, onde sua moeda nacional, o Bolívar, está passando por uma inflação dramática, o Bitcoin em particular passou a funcionar como um meio prático de pagamento.

Demonstrando a crise em Fevereiro, o popular artista cryptograffiti se uniu à campanha #AirdropVenezuela. Ele leiloou um retrato de Nicolas Maduro, o ditador da Venezuela, construído com 1.000 bolívares. Para cada criptomoeda doada à causa, um bolívar do retrato foi arrancado: “O desmembramento peça-por-peça dos bolivares por aqueles que escolhem doar criptomoedas é destinado a representar um novo começo tornado possível por uma nova forma de dinheiro não controlado por qualquer autoridade ”, disse cryptograffiti à Bitcoin Magazine. “Há também um simbolismo em como essas doações têm a capacidade de vir de fora de uma região conhecida por controles cambiais fortemente regulamentados”, completou.

Fonte: Bitcoin Magazine

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Satoshi Nakamoto
Criptomoedas

A crescente fortuna de Satoshi Nakamoto está próxima de entrar para o ranking das 25 pessoas mais ricas do mundo

Acredita-se que, no início da rede Bitcoin, seu fundador, Satoshi Nakamoto, também minerou a moeda digital, acumulando entre 1 e 1,1 milhão de BTC. O consenso entre a maioria das estimativas sugere que Nakamoto provavelmente reuniu cerca de um milhão de moedas. A posse de um milhão de bitcoins coloca o patrimônio líquido de Nakamoto […]

Leia Mais
Halving Bitcoin
Criptomoedas

Bitcoin ultrapassa US$ 54.000 pela primeira vez desde 2021, e busca máximas históricas antes do halving

Pela primeira vez desde 2021, o Bitcoin (BTC) ultrapassou a marca de US$ 54.000, atingindo um pico de US$ 54.564 às 14h28 de segunda-feira. Com seu preço atual, a capitalização de mercado do bitcoin está navegando suavemente em US$ 1,06 trilhão, respondendo por 51,2% da criptoeconomia total de US$ 2,06 trilhões. Agora classificado como o […]

Leia Mais
Bitcoin Halving
Criptomoedas

Abril de 2024: O próximo halving do Bitcoin desperta curiosidade mundial, revelam os dados

Um estudo recente que enfocou o termo de pesquisa “bitcoin” por meio dos dados do Google Trends revelou que a curiosidade permaneceu moderada mesmo quando o preço ultrapassou a marca de US$ 50 mil. No entanto, a expectativa para o próximo halving atingiu um pico de 90 dias. Programada para abril de 2024, essa ocasião […]

Leia Mais