sábado, dezembro 3, 2022

Criptomoedas Sobreviveram ao MtGox e Sobreviverão ao FTX

Há poucas dúvidas de que o colapso do FTX foi o maior evento de cisne negro nos últimos anos, mas foi tão grande quanto o hack do Mt.Gox?

Em 24 de novembro, a empresa de análise Chainalysis fez uma comparação Mt.Gox com a FTX, pois não foi a primeira vez que o mundo das criptomoedas foi abalado devido ao fim de uma exchange.

Mt.Gox foi a primeira exchange de Bitcoin, mas entrou em colapso em fevereiro de 2014. O mundo cripto sobreviveu e prosperou, e o fará novamente apesar de todo o pessimismo reforçado pela mídia convencional.

A exchange baseada no Japão foi hackeada no início de 2014, resultando na perda de cerca de 750 mil BTC, ou 6% de todo o suprimento na época.

Mt.Gox vs. FTX

Ao comparar os dois, deve-se notar que o Mt.Gox teve uma participação de mercado maior do que o FTX, com 46% das entradas de câmbio contra 13%.

Chainalysis disse que, objetivamente, Mt.Gox era um player maior da indústria, o que é bom porque seu colapso não destruiu o mundo cripto.

Uma diferença é que a participação de mercado da Mt.Gox estava em declínio, enquanto a da FTX estava aumentando. Isso pode significar que o colapso do FTX foi um golpe psicológico maior na confiança.

Além disso, os serviços de criptomoedas estavam limitados a um punhado de trocas em 2014, enquanto são muito mais diversificados agora, com DEXes capturando quase metade de todos os fluxos de troca no final de 2022.

Após o colapso há oito anos, o volume de transações on-chain estagnou por cerca de um ano, mas logo voltou e dobrou os níveis pré-Mt.Gox. Desta vez, os investidores em criptomoedas estão transferindo ativos das exchanges para a autocustódia.

“Essa comparação deve dar otimismo ao setor. Gox era uma parte maior do ecossistema das criptomoedas quando entrou em colapso em 2014 em comparação com o FTX agora e, embora o impacto no mercado tenha sido ruim, ele se recuperou com relativa rapidez.”

disse a Chainalysis

Outro fator foi que o SBF foi considerado uma das principais faces do mundo cripto. Mas, como os comerciantes e investidores aprenderam dolorosamente, colocar toda a fé em um sistema centralizado administrado por uma pessoa pode se tornar uma péssima ideia.

Além disso, o mundo cripto foi diluído com empréstimos e alavancagem, o que agrava o efeito do castelo de cartas se a garantia for questionável, o que acontecia com o FTX.

A Chainalysis concluiu que a indústria cripto sobreviveu a um evento pior do que a queda do FTX, então não há “nenhuma razão para que ela não possa se recuperar disso, mais forte do que nunca”.

Perspectivas do Mercado de Criptomoedas

Desde seu ciclo de baixa no início desta semana, a capitalização total do mercado se recuperou em 44 bilhões de dólares. Os mercados estão 3% acima no dia, e o limite total agora é de US$ 865 bilhões, no entanto, isto ainda está em território de baixa.

Os preços do Bitcoin subiram 2,3%, chegando a US$ 16.564, e o Ethereum subiu 4,6%, sendo negociado a US$ 1.184 no momento da redação deste artigo.

Artigo escrito Martin Young, publicado em Crypto Potato e traduzido e adaptado por @rodrigo

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

spot_img

CONFIRA