O caso de Jéssica, a jovem que se suicidou devido às fake news da Choquei

Jessica Canedo Choquei

O caso da jovem Jessica Canedo, que se suicidou ontem, causou indignação e revolta em vários brasileiros na Internet. A jovem vinha sendo alvo de fake news (divulgadas principalmente pelo perfil de fofocas Choquei) que a apontavam como nova affair do humorista Winderson Nunes.

Não suportando as ofensas e ataques virtuais por ser apontada como nova amante de Winderson, a jovem, que já vinha sofrendo de depressão, acabou se suicidando. Com justiça, internautas se revoltaram com a situação, exigindo inclusive punição legal para a Choquei. Mas ao defenderem tal medida sem pensar, estão dando mais poder ao estado para impor mais tirania.

Vítima da fofocas infames

Jessica Canedo, de 22 anos, vinha sendo alvo de fake news, principalmente por parte da Choquei, onde era apontada como nova amante de Winderson Nunes. As acusações, no entanto, não passavam de fake news, desmentidas por ambos várias vezes, onde era deixado claro que mesmos os prints que supostamente serviam de provas, eram editados.

Abaixo, print de uma das publicações onde a Choquei propagou fake news contra Jessica seguida de uma checagem do próprio Twitter que já apontava como fake news:

Abaixo, publicações de Jéssica, onde ela esclarece que tudo não passava de fake news e pedindo que a Choquei parasse de divulgar desinformação e publicasse o lado dela da história (clique na imagem para ampliar):

Até mesmo a mãe de Jéssica gravou um vídeo pedindo que a Choquei parasse de publicar fake news sobre sua filha:

A Choquei no entanto não atendeu ao pedido da jovem e de sua mãe. A jovem Jessica Canedo, de apenas 22 anos, moradora de Minas Gerais, acabou tirando sua própria vida já não suportando mais as perseguições e difamações na Internet.

A responsabilidade moral da Choquei

Antes de mais nada, é inegável a responsabilidade moral da Choquei sobre o triste fim da jovem. A página, que sempre fez apologia para a PL da Censura como medida contra as “fake news” foi a principal responsável pela propagação das fake news que levaram a jovem Jéssica à tirar sua vida.

E mesmo quando a jovem veio dar a sua versão, foi recebida com deboche pelo dono da página, o fotógrafo Raphael Souza de Melo:

Raphael inclusive trancou suas redes sociais após ser apontado como responsável pela tragédia.

Em seu perfil no X, a Choquei publicou uma nota da sua assessoria jurídica, se isentando de qualquer responsabilidade pelo ocorrido

https://twitter.com/choquei/status/1738609900748427314?t=Q0GKrtFvdH8pjaWwFs8wfw&s=19

Curiosamente, a página que tanto defendeu o combate às fake news, afirmou que estava apenas usando os dados até então disponíveis. Bom, havia a opção de deixar claro que não havia prova alguma e que tudo poderia ser só uma fofoca (como de fato foi). Mas a sede por engajamento a todo custo fez a Choquei optar pela propagação das fake news contra a jovem.

Em contrapartida, muitos internautas começaram uma campanha de boicote contra a página, subindo inclusive a hastag #matei, como referência à responsabilidade moral da página no caso:

Un internauta inclusive expõe as marcas patrocinam a página Choquei, o que já deveria ser um bom incentivo ao boicote detas marcas, e consequentemente da Choquei:

E também de outras figuras desprezíveis que mereceriam igual boicote, como o Felipe Feto Neto:

A armadilha de pedir punição legal da Choquei

Como já dito, a indignação contra a página Choquei é totalmente legítima. No entanto, o pedido de punição legal que muitos estão pedindo contra a página, além de ser injustificável legalmente, seria algo contraproducente.

Antes de mais nada, como bem é sabido para aqueles que seguem a ética libertária, as únicas ações que podem ser criminalizados, são as violações dos direitos de autopropriedade e de propriedade dos indivíduos. Afinal, esses são os únicos direitos eticamente defensáveis que todos possuem.

Por isso, por mais que a atitude da Choquei de ter espalhado as fake news que motivaram a jovem a se suicidar sejam reprováveis, não configuram em uma agressão de fato, e por isso não poderiam ser criminalizados.

Além da questão ética, o pedido do público pela punição legal da Choquei também se mostraria um tiro no pé. Ao demandar a ação estatal (que sequer deveria existir e ser demandada) para punição de um “crime” sem vítima (como a disseminação de fake news), o público está dando cada vez mais poder e permissão para o estado expandir seu poder sobre a sociedade.

E isso é mais verdade ainda quando levamos em conta a PL da Censura que a esquerda tanto quer aprovar. Ao defender a punição legal da Choquei pela propagação de fake news que levou aí suicídio de Jessica, o público estará dando a desculpa que a esquerda precisava para justificar a PL da Censura.

Existem formas de punir a Choquei pelo que aconteceu, principalmente boicotando qualquer marca que patrocine tal página infame, bem como influencers que as divulguem e a seguem, assim como também pessoas que insistirem em seguir a página apesar de tudo o que aconteceu. Mesmo que sejam seus amigos. Afinal, você não precisa da amizade de alguém que insiste em seguir uma página moralmente responsável pela morte de uma jovem inocente.

Nosso sincero pesar pela jovem Jessica Canedo

Queremos reforçar que lamentamos muito pela morte de Jessica, ainda por cima motivada por uma atitude tão vil quanto o da Choquei. Também mostramos condolências com os familiares e amigos e que possam ser confortados neste momento tão difícil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Renato Moicano
Ética

Renato Moicano: “Se você se preocupa com seu… país, leia Ludwig von Mises”

Na noite da última sexta-feira, o lutador brasileiro Renato Moicano viralizou após sua vitória sobre JalinTurner no UFC 300, fazendo uma saudação ao próprio Ludwig von Mises. “Eu amo os Estados Unidos, amo a Constituição… quero portar… armas. Amo a propriedade privada. Vamos lhe dizer uma coisa. Se você se preocupa com seu país, leia […]

Leia Mais
Elon Musk e Alexandre de Moraes
Ética

Elon Musk ataca censura de Alexandre de Moraes e deixa esquerda em polvorosa

Na última sexta-feira, o CEO da rede social X, Elon Musk, respondeu a uma publicação de Alexandre de Moraes questionando o porque dele estar impondo tanta censura no Brasil. Na publicação em questão, Moraes parabenizava o ex-ministro do STF, Ricardo Lewandowski pelo novo cargo de Ministro da Justiça e Segurança Pública. Confira abaixo: Elon Musk […]

Leia Mais
Roseane Murray
Ética

O ataque de pitbulls contra a escritora e poetisa Roseane Murray

Na manhã de ontem (5), a escritora e poetisa Roseana Murray, de 73 anos, havia sofrido um violento ataque de 3 pitbulls enquanto caminhava em Saquarema, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro. O incidente reacende a discussão sobre possuir ou não cachorros da raça pitbull. O inicidente A escritora e poetisa Roseane Murray […]

Leia Mais