O que um Reality Show pode nos mostrar sobre Sistemas Legais?

Vivemos sob um conjunto de regras que nos obriga a fazer coisas que não queremos, enquanto nos proíbe de realizar tantas outras que desejamos. O território no qual habitamos é gerido por governos públicos. Esses governos definem quais são as regras do jogo.

Para que o jogo dê certo é necessário que os jogadores aceitem as regras. Os criadores do jogo definem as punições para os desobedientes. Quem aceita as regras propostas continua na disputa e recebe a devida proteção à sua sobrevivência.

Num cenário em que, apesar das discordâncias em relação ao sistema legal vigente, os jogadores aceitam receber um pouco de segurança em troca de suas liberdades, uma certa ordem social é obtida.

O Big Brother Brasil segue esse modelo na “gestão da casa”. Aceitando as regras o participante/jogador permanece na disputa, tendo onde morar, um pouco de alimento e algum lazer.

Devemos estar cientes de que a comparação entre o sistema legal do reality show e o sistema legal do estado serve apenas como uma ilustração do tema que abordamos aqui. Não devemos tomá-la ao pé da letra. O objetivo da comparação é direcionar a nossa atenção para as regras territoriais.

Os” assinantes” do sistema legal estatal “pagam” suas assinaturas através da apologia que fazem do sistema público. Eles recebem o conteúdo sem edição, acessam as informações do governo nos canais de comunicação de cada órgão público. E acreditam que aquilo que veem é suficiente para dar mais apoio ao sistema.

Por sua vez, o público que não acessa o “conteúdo na íntegra” acaba financiando o jogo de modo indireto. Ao pagarem tributos por meio daquilo que compram (por exemplo, um sapato), essa audiência entrega um pouco de dinheiro para o show. Além de assistirem o conteúdo parcialmente, através das propagandas que elogiam os “serviços públicos gratuitos”.

Temos que considerar que pode haver sistemas legais piores e melhores do que outros. O sistema legal do Big Brother Brasil pode ser melhor do que o sistema legal do reality show A Fazenda e vice-versa.

Há um sistema legal libertário (talvez seja até inadequado chamá-lo por este termo) baseado na ética que nos diz coisas bem distintas.

O conjunto de regras de tal sistema fornecem o fundamentado do PNA (princípio da não-agressão), que consiste em não danificar/roubar o que é dos outros, nem agredir fisicamente o próximo.

A única agressão considerada justa em tal sistema legal é aquela direcionada a proteção da propriedade das pessoas que estão sofrendo uma agressão iniciada por outra pessoa ou grupo de pessoas. A propriedade nesse sentido é constituída pelo corpo e os bens de um indivíduo.

O sistema legal libertário e os sistemas legais concorrentes, também diferem do sistema legal do Big Brother Brasil no quesito tempo. Enquanto o reality show dura aproximadamente três meses, os sistemas legais das mais variadas sociedades costumam perdurar por tempo indeterminado.

A forma como cada sistema legal consegue dinheiro para se financiar pode ser legítimo ou ilegítimo. Se for um sistema de financiamento voluntário, será legítimo. Se houver financiamento obrigatório será ilegítimo.

Nesse sentido, o Big Brother Brasil pode ser considerado legítimo. Já o estado, em hipótese alguma recebe tal qualificação.

->> Espero que as declarações desse texto não me levem ao paredão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Elon Musk Senado
Direito

Após críticas a Moraes e Lula, Elon Musk é convidado a falar em comissão do Senado

Após uma série de críticas dirigidas ao ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), Elon Musk, dono do X (antigo Twitter) foi convidado a participar de uma audiência pública na Comissão de Segurança do Senado. O convite foi aprovado em sessão realizada na terça-feira […]

Leia Mais
Elon Musk e Alexandre de Moraes
Direito

PF quer convocar representantes do X após críticas de Elon Musk a Moraes e Lula

Após críticas de Elon Musk a Lula e Alexandre de Moraes, a Polícia Federal (PF) quer convocar representantes do X (antigo Twitter) para prestar esclarecimentos sobre as ações do bilionário na plataforma. Investigadores afirmam que os depoimentos não têm data prevista. A medida é uma das estratégias da investigação da Polícia Federal, que apura se […]

Leia Mais
Neto de Lula
Direito

Neto de Lula desafia críticos a provarem que seu avô é ladrão

Em um vídeo no Instagram publicado no dia 1° de abril (conhecido como Dia da Mentira), o neto do presidente Lula, Thiago Trindade, fez um desafio aos críticos do petista: provar que seu avô é ladrão. “Fica o meu desafio a essas pessoas que acham que podem ficar fazendo o Brasil de refém com ameaças. […]

Leia Mais