sábado, dezembro 3, 2022

Países iniciam sanções contra a Rússia

Após a declaração polêmica de Vladimir Putin nesta segunda-feira (21), na qual ele decretou que 2 regiões localizadas no território ucraniano se separem do regime e se solidifiquem como independentes, nações contrárias a decisão começaram a divulgar sanções contra o governo russo por meio de seus representantes.

O Reino Unido através de seu primeiro-ministro Boris Johnson, foi o primeiro a se manifestar com sanções diretas a Rússia. Dentre as punições impostas pelos britânicos estão : A impossibilidade de 5 bancos russos captarem recursos em Libras Esterlinas e o bloqueio a 3 executivos do alto escalão do país.

Os Estados Unidos ainda não impuseram nenhuma sanção definitiva, mas um porta-voz da Casa Branca informou que já estão preparando internamente punições diretas à Rússia e devem ser anunciadas até a noite de terça-feira.

A União Europeia e o Japão também comunicaram que estão discutindo internamente penalidades ao regime russo. Até a manhã de quarta, devem ser divulgadas quais serão as medidas tomadas por essas nações.

Está claro que o clima piorou bastante desde que Putin anunciou o avanço das tropas russas nessas regiões separatistas ucranianas e nos próximos dias, devemos ver mais retaliações envolvendo esse conflito todo.

Muitos acusam o Ocidente de ser ”complacente” com essa postura da Rússia, principalmente nessa última semana, onde o presidente americano Joe Biden fez declarações confusas e que podem ter inflado a paciência dos russos, mas não podemos esquecer do viés ”expansionista” de Putin, principalmente com essas ”ex republicas-soviéticas” como a Ucrânia.

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

spot_img

CONFIRA