“Só volto para o Brasil quando Alexandre de Moraes e pelo menos 5 ministros do STF estiverem na cadeia”, afirma Monark

Monark

O influencer Bruno Ayube, conhecido como Monark, voltou a alfinetar o STF, e em especial o ministro Alexandre de Moraes, afirmando em uma publicação que só voltaria ao Brasil após Moraes e pelo menos mais uns 5 ministros do Supremo Tribunal Federal serem presos.

Segundo Monark, Moraes e os ministros do STF merecem ir para a cadeia por “romperem com a Constituição e traírem a Pátria”.

Monark também lamentou a morte do bolsonarista Clerinston Pereira da Cunha, que foi um dos presos pelas manifestações em Brasília, no dia 8 de janeiro. Apesar do advogado de Cleriston, Bruno Azevedo De Sousa, ter pedido habeas corpus devido à complicações causadas pela covid-19, o ministro Alexandre de Moraes manteve a decisão de prisão preventiva.

Além das condolências prestadas à família de Clerinston, Monark também criticou Alexandre de Moraes, o acusando de “ditador sanguinário”, e defendeu que todos os manifestantes presos pelos atos no dia 8 de janeiro fossem libertos.

Monark permanece em auto-exílio na Flórida, EUA, para onde foi morar para evitar as multas e possível prisão por suas críticas ao STF. Recentemente ele participou do podcast WeareChange do podcaster americano Luke Rudwisk, no Rumble, onde ele falou sobre a ditadura judiciária no Brasil.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Gradualismo
Ética

Gradualismo e o princípio da não agressão

O princípio central da filosofia libertária é o que é conhecido como princípio da não agressão. Ele sustenta que é moralmente errado uma pessoa usar a força contra outra, direta ou indiretamente, por meio do uso do governo. Os libertários entendem a importância fundamental do princípio da não agressão e o adotam… em sua maioria. […]

Leia Mais
Bem-estar
Ética

Bem-estar fora do estado

Uma razão frequentemente citada para a necessidade do estado é que ele é o único meio pelo qual os pobres podem ter acesso a bem-estar suficiente para aliviá-los das duras realidades que podem acompanhar suas circunstâncias. No entanto, apesar das promessas feitas ao longo de muitas décadas e das enormes somas gastas em programas de […]

Leia Mais
Ética

A CIA na Guerra Fria — MKULTRA

Em uma madrugada de novembro de 1953, Frank Olson se jogava da janela de seu quarto de hotel, atormentado e depressivo. Olson era um trabalhador civil da inteligência americana. Dias antes, sem aviso e sem consentimento, foi utilizado na série de experimentos coletivamente conhecidos como MKULTRA. O coletivo de 149 projetos sob a denominação MKULTRA […]

Leia Mais