quinta-feira, janeiro 27, 2022
InícioPolíticaVariante Ômicron aumenta casos de hospitalização nos EUA

Variante Ômicron aumenta casos de hospitalização nos EUA

Mesmo com mais de 70% da população totalmente vacinada, a variante Ômicron causou um aumento no número de hospitalizações

Mesmo com mais de 70% da população totalmente vacinada, o número de casos de hospitalização nos EUA por Covid-19 vem aumentando devido à variante Ômicron.

De acordo com uma contagem da Reuters na última segunda feira, os EUA atingiram um novo pico de 132.646 de casos de contaminação por covid-19, superando o recorde de 132.051 estabelecido em janeiro do ano passado.

Ainda de acordo com a análise da Reuters, Delaware, Illinois, Maine, Maryland, Missouri, Ohio, Pensilvânia, Porto Rico, Ilhas Virgens Americanas, Vermont, Virgínia, Wisconsin e a capital Washington, foram os lugares que mais reportaram casos de contaminação com o vírus.

Apesar de reconhecerem a variante Ômicron como potencialmente menos grave, autoridades de saúde alertaram que o grande número de infecções causadas pela mesma pode sobrecarregar os hospitais.

O risco de sobrecarga de hospitais se dá entre outros fatores, à escassez de funcionários, dispensados principalmente por estarem contaminados com covid-19, inclusive aqueles que não estavam em situação grave, e também por muitos terem se decidido por não se vacinar.

Mesmo o alto índice de vacinação não está contendo o aumento de contaminação pela variante Ômicron

Apesar do alto índice de vacinação no país e da afirmação de muitos especialistas de que a Pfizer – responsável por quase 60% das doses de reforço no país evitaria hospitalização em 90% dos casos, o número de pessoas contaminadas pela variante Ômicron e se hospitalizando devido à isso segue em um ritmo crescente.

Gráfico com índice de vacinação nos países que mais aplicaram a vacina, mostrando EUA com cerca de 74% da população totalmente vacinada. Fonte: Our Word In Data

Dispensa de profissionais de saúde agrava situação e hospitais voltam atrás

Vários hospitais nos EUA, inclusive a mando do governo Biden, já haviam dispensado profissionais contaminados por covid mesmo com sintomas leves e também aqueles sem vacinação.

No entanto, o aumento dos casos de hospitalização devido à variante Ômicron fizeram os hospitais repensar a situação, e decidiram por permitir que os profissionais de saúde – tanto os não vacinados quanto os contaminados que não apresentam sintomas graves – voltem à trabalhar nos hospitais que já sofrem com um aumento do número de pacientes com covid.

NOTÍCIAS SIMILARES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_img

CONFIRA