sábado, dezembro 3, 2022

E aí “anarco” bolsonaristas, vão aceitar um governo socialista?

Encerrou mais uma “Festa da Democracia” e o Parasita-Mor já está eleito. No caso o ex-presidente Lula, vulgo 9 Dedos. No entanto, muitos não estão nada contentes com este resultado e já estão paralisando as ruas por que seu Malvado Favorito não foi eleito Parasita-Mor e isso já está causando preocupações.

Muitos temem que uma paralisação total nas estradas possa trazer os mesmos problemas que as paralizações anteriores. E com razão. Mas falaremos mais sobre isso em um próximo artigo.

Por hora, o Anarcocolunista (eu disse COLUNISTA!) que vos escreve vai tratar apenas de um assunto bastante pertinente: há um grupo de “libertários” (vou considerá-los libertários) que passaram a véspera das eleições acusando os libertários não-votantes de responsáveis por não colaborarem para evitar que um governo socialista se instaurasse no Brasil.

Este absurdo já foi tratado aqui. Agora, irei fazer o seguinte questionamento: quem são os covardes afinal? Tanto os bolsonaristas quanto aqueles que votaram nele de forma “estratégica”, alegaram que caso o Lula fosse eleito o Brasil iria se tornar uma Venezuela nos próximos 4 anos.

Não irei tratar neste artigo se existe essa possibilidade ou não. O que será mostrado é o quanto estes mesmos que se intitulam a última barreira contra o socialismo se entregaram tão fácil.

É isso mesmo? Vão permitir que o Brasil vire uma Venezuela nos próximos 4 anos? Vão deixar que o 9 Dedos leve a uma situação catastrófica que nos leve ao ponto de termos que comer até mesmo nossos cachorros de estimação?

Vão permitir que realmente todos aqueles que questionarem o STF e TSE sejam jogados em um Gulag?

É isso? Toda a coragem para enfrentar o Socialismo se resumia à ir até uma urna eletrônica (tão confiável quanto colocar a cabeça na boca de um jacaré), apertar os botões e esperar pacientemente a apuração dos votos de nosso sistema eleitoral altamente não confiável e esperar o resultado?

Jogaram a toalha tão fácil? Vão esperar pacientemente a estatização de tudo, o declínio da economia, seus amigos e familiares sendo jogados no gulag por não seguirem a cartilha do Partido dos Vagabundos Trabalhadores?

Mas acho que sei até por que você não faz isso. Talvez por duas razões. Uma delas, é que você no fundo nem acredita que o Brasil vai realmente virar uma Venezuela em apenas 4 anos. Você sabe que o presidente não governa sozinho e hoje mais do que nunca há diversidade no Congresso. Será o mais do mesmo de sempre, assim como foi com Bolsonaro, negociando e se submetendo.

Provavelmente com Lula não será diferente. E nem duvido que se dependesse apenas dele o Brasil viraria um Venezuela ou coisa pior nos próximos anos. Mas ele não governa sozinho. E uma das poucas coisas boas em uma democracia é que dificilmente um grupo faz valer toda sua vontade.

A segunda razão, é que talvez você ainda tenha esperança na democracia. Que acha que não é “estratégico” a desobediência civil agora, isso poderia matar qualquer chance de uma eleição futura do Bolsonaro ou qualquer último bastião contra a esquerda. Seja sincero. Você não é tão diferente dos estatistas que você chama de gado por se iludirem com a democracia. Você ainda tem aquela esperança de que a democracia possa funcionar de um jeito que você considera razoável. Talvez você não seja tão diferente dos gados que você critica.

Mesmo que o Brasil não vire uma Venezuela nos próximos 4 anos ou mais, é inegável que o estado permanece como um problema em nossas vidas. É inegável que as intervenções estatais cada vez maiores na economia, em nossa liberdade de expressão e ação e tudo o mais estão avançando cada vez mais.

E digo mais: continuaria sendo assim independente de quem sentasse no trono de Parasita-Mor em Brasília. Isso ficou claro nos últimos 4 anos com Bolsonaro no poder, permitindo absurdos como Ditadura Sanitária, aumento da censura, e cedendo à medidas destrutivas para a economia, como aumento da impressão de dinheiro causando mais inflação, gastos públicos, rompimento do teto de gastos, assistencialismo e até protecionismo.

Tudo o que ele supostamente fez de bom, foi anulado por tudo isso.

Como dito, independente de quem seja o Parasita-Mor, nossas liberdades estão em jogo, e precisamos fazer algo a respeito. Nos próximos artigos trataremos deste assunto, que é de suma importância. Por hora, o Anarcocolunista da vizinhança só tinha isso a dizer. Até mais.

APOIE GAZETA LIBERTÁRIA

Contamos com a generosidade de nossos doadores para tornar tudo isso possível. Desejamos publicar nosso conteúdo diariamente para todos, semeando o libertarianismo. Apoie nosso grupo de escritores. 

CONTRIBUIR

spot_img

CONFIRA