Com a Lira Turca caindo para uma baixa de seis meses contra o dólar na semana passada, o Bitcoin continua ganhando ainda mais força em Istambul. Andy Cheung, diretor de operações da OKEx, disse que mais de 30.000 usuários turcos se inscreveram para a plataforma desde que expandiram seus serviços para a Turquia em 26 de Março. O crescimento da Turquia como um mercado de Bitcoins também é apoiado por outros dados.

“A Turquia é sem dúvida o único país que se orgulha de uma alta porcentagem de propriedade independente de criptomoedas na Europa e no Oriente Médio”, disse Cheung. “Tem uma das comunidades de criptomoedas mais robustas e promissoras em todo o mundo”. A lira é responsável por 6% da liquidez em 2019, segundo dados do CoinMarketCap, mantendo sua classificação em 2018 como o quinto par de criptomoedas mais popular do mundo. De acordo com o CEO da BtcTurk, Ozgur Guneri, a inflação está lenta, mas consistentemente, impulsionando a demanda turca por Bitcoin.

Guneri disse que sua exchange também envolveu mais de 30 mil novos usuários até agora em 2019. Essas assinaturas falam das taxas relativamente altas de adoção na Turquia. Uma pesquisa realizada em abril de 2018 pelo braço de mídia do ING Bank descobriu que a Turquia já possuía a maior porcentagem de detentores de Bitcoins na Europa, com 18% dos entrevistados turcos dizendo possuir criptomoeda. (Globalmente, a Turquia tinha a maior taxa de entrevistados que esperavam perdurar a longo prazo, em 45%, em comparação com 21% dos proprietários de criptomoedas nos Estados Unidos.)

“Nós nunca vimos um número decrescente de usuários, apenas o ritmo de crescimento pode diminuir um pouco. Mesmo nos piores dias, estamos inscrevendo novos usuários”, disse Guneri, acrescentando que o braço de varejo da BtcTurk já passou por dias difíceis em Abril, com 14 milhões de dólares em volume. Embora esses números pareçam pequenos em comparação com as grandes exchanges dos Estados Unidos, como o Coinbase, os comerciantes turcos acumularam crescente influência no mercado global.

A inflação flutuante tem sido o principal motor de adoção entre os comerciantes turcos, disse Guneri. Por exemplo, quando a lira caiu cerca de 20% em relação ao dólar em um único dia em agosto de 2018, o volume de negócios da BtcTurk saltou mais de 100%. “O dólar americano e o euro, na minha opinião, não são moedas valiosas, mas Bitcoin é”, disse Guneri. “Bitcoin é a reserva de valor da nova geração e, às vezes, uma maneira de especular, é claro”.

Fonte: Coindesk