O presidente do Banco da Inglaterra, Mark Carney, disse que está aberto à ideia de Libra, mas alertou que a adoção em massa a obrigaria a “estar sujeita aos mais altos padrões de regulamentação”, escreve o Financial Times.

Carney observa uma faca de dois gumes, dizendo que vê a utilidade potencial da criptomoeda global do Facebook, especialmente em países onde a movimentação de dinheiro é cara e lenta, incluindo nos EUA, já que ela pode fornecer às pessoas uma solução de pagamentos “gratuitos e imediatos”. No entanto, se a Libra se tornar um sucesso, somente a regulamentação mais rígida seria apropriada, disse ele, com um foco particular na prevenção de lavagem de dinheiro, hacks e imposição da privacidade do usuário.

No futuro, o BoE prestará muita atenção à proposta do Facebook e coordenará esforços com o G7, o Banco de Compensações Internacionais, o Conselho de Estabilidade Financeira e o FMI. Carney concluiu que a Libra não seria lançado com uma “porta aberta” dos reguladores.

Fonte: The Block Crypto


Leia também:

Depois que o deputado Patrick McHenry, republicano sênior do Comitê da Câmara dos Estados Unidos sobre Serviços Financeiros, pediu uma audiência sobre o Projeto Libra em uma carta à presidente do comitê, a representante Maxine Waters. Waters, uma democrata, pediu a suspensão do desenvolvimento da moeda do Facebook. Leia a matéria completa clicando aqui.

Outro caso em que um membro da classe política se posicionou contrário à Libra foi alvo o ministro das Finanças da FrançaBruno Le Maire, como relatado por um relatório da Bloomberg desta Terça-Feira. Leia a respeito clicando aqui.