Quais países têm as maiores bases monetárias no mundo?


A resposta pode surpreender você. Você verá que o ouro ainda é, de longe, o maior sistema monetário do mundo, com quase US$ 8 trilhões. No entanto, Bitcoin está se aproximando.

Quando se trata da base monetária de um país, no entanto, isso é medido em termos do montante total de moeda em circulação ou mantido em depósitos comerciais no banco central, não em suas reservas de ouro.

Com sua dívida de US$ 25 trilhões de dólares, não é surpresa que, apesar de ser a maior economia do mundo, os EUA ficam em quarto lugar, atrás do Japão, da China e da Zona do Euro, quando se trata de base monetária.

Você pode se perguntar o porquê de países ricos em petróleo como a Arábia Saudita e os Emirados Árabes Unidos não aparecem neste relatório. Será pelo fato de a maior parte de sua riqueza ser mantida em petróleo e não em decreto? Crypto Voices diz:

Não conhecem suas metodologias, mas a Arábia Saudita e a Dinamarca, por exemplo, são moedas atreladas, portanto, seu dinheiro base é o dólar americano e o euro, respectivamente, e não devem ser contados. A comparação econômica correta é o valor da base monetária do banco central de cada moeda.

Sistema Monetário do Bitcoin agora é a 8ª maior moeda do mundo

Se você não contar ouro e prata, o Bitcoin é agora a oitava maior moeda do mundo. Ele vem em 10º lugar contando esses dois metais preciosos.

Quão significativo é isso? Bem, com um valor de mercado atualmente de US$ 162 bilhões e com alguns analistas prevendo um valor de BTC de mais de US$ 40k até o final de 2019, após apenas 10 anos de criação, é realmente um grande negócio.

Bitcoin já é maior que o dinheiro base da Rússia, Coréia do Sul, Brasil, Canadá e Noruega. Com a adoção da criptomoeda em ascensão em todo o mundo, não demorará muito para alcançar e ultrapassar a base monetária da Índia, da Suíça, do Reino Unido e, sim, dos Estados Unidos também.

Fonte: Bitcoinist