O cético do Bitcoin e veterano do ouro, Peter Schiff, recebeu o equivalente a US$ 1.350 em Bitcoin em doações.

Schiff, que é bem conhecido por alertar os investidores para não confiarem no Bitcoin como substituto do ouro, desencadeou os gestos de boa vontade depois de se tornar o tópico de um debate no Twitter com o cofundador da Morgan Creek Digital, Anthony Pompliano.

Pompliano (também conhecido como Pomp), destacou o fato de que Schiff, de fato, possui alguns BTC, apesar de seus comentários negativos.

Schiff respondeu que era um valor simbólico dado como um presente – apenas US$ 100 – após isso, Pompliano solicitou o endereço de sua carteira para dobrá-lo.

Outros posteriormente seguiram o exemplo. Até sexta-feira, a carteira de Schiff continha US$ 1.350 (0,124 BTC) após 52 transações.

O CEO da SchiffGold agradeceu a Pompliano e a outros quando seu saldo equivalia a apenas US$ 130.

“Eu acho que vou ter que segurar e descer com o navio”, disse ele.

Esses comentários contrastam com suas infames trocas recentes com bitcoiners e com uma aparição em um debate ao vivo com o autor de “The Bitcoin Standard”, Saifedean Ammous.

“Não importa quão alto o preço do Bitcoin sobe, a menos que você venda. Cada comprador deve eventualmente vender para obter qualquer benefício do aumento”, ele escreveu sobre a fase de alta do bitcoin na semana passada.

Schiff, na verdade, não é totalmente anti-bitcoin. O Schiff Gold, por exemplo, até oferece isso como um método de pagamento.

Fonte: Cointelegraph