Uso de bancos para reprimir protestos no Canadá é perigoso, diz Buterin

Uso de bancos para reprimir protestos no Canadá é perigoso, diz Buterin

Os esforços do governo canadense para sufocar o fluxo de fundos para os caminhoneiros que protestam no Canadá, ilustram porque existem moedas criptográficas, disse Vitalik Buterin, fundador da Ethereum.

Em uma entrevista na sexta-feira na conferência da ETHDenver, Buterin, que cresceu no Canadá, não aprovou os “comboios da liberdade” que têm ocupado Ottawa durante a última semana em oposição às restrições da COVID-19.

Se os caminhoneiros bloqueiam estradas e isso atrapalha a economia, bem, bloquear estradas é ilegal e há leis contra isso.

disse ele à âncora da TV CoinDesk Christine Lee.

Mas ele descreveu a resposta do governo como sendo abusiva, e a adesão às criptomoedas um indício disso.

Se o governo não estiver disposto a seguir as leis…. [e] dar às pessoas uma chance de se defenderem… e elas só querem ordenar aos bancos para basicamente cortar o sustento financeiro das pessoas sem o devido processo, esse é um exemplo do tipo de coisa que a tecnologia descentralizada existe para contornar…

diz Buterin.

Desta forma, a criptografia não é tanto uma tecnologia radical, mas uma tecnologia restauradora, argumentou ele.

“Não se trata de ser sem lei. Em alguns aspectos, trata-se de trazer de volta o Estado de Direito”, disse Buterin. Governos e polícia ainda podem agir legalmente e perseguir suspeitos “como sempre fizeram” sem recrutar intermediários financeiros, disse Buterin.

“Este conceito de ir atrás de intermediários e usar intermediários para contornar tudo isso, é perigoso”, disse Buterin. “Ter alternativas descentralizadas a um intermediário é uma boa maneira de limitar os danos”.

Esta semana, o governo do primeiro-ministro Justin Trudeau invocou os poderes de emergência raramente usados, na tentativa de reprimir os protestos. Os bancos e outros prestadores de serviços financeiros foram autorizados a congelar ou suspender contas relacionadas à caravana de caminhões sem uma ordem judicial e protegidos da responsabilidade civil por fazê-lo.

Os apoiadores dos caminhoneiros tentaram contornar os bloqueios levantando doações através de criptomoedas. O governo colocou uma lista negra de endereços criptográficos associados a esses esforços, e uma liminar judicial ordenou o congelamento dos fundos até o resultado de uma ação judicial de classe privada. Resta saber quão eficazes estas medidas serão porque as transações criptográficas não podem ser vetadas, e as carteiras são controladas por quem possui as chaves privadas criptográficas.

Por outro lado, para usar os fundos para comprar alimentos ou gasolina, os destinatários provavelmente precisariam converter as criptomoedas em moeda fiduciária, o que normalmente requer passar por uma troca regulada sujeita às diretrizes do governo.

Artigo escrito por Marc Hochstein, publicado na CoinDesk e traduzido e adaptado por Gazeta Libertária.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

SpikeToSpike
Criptomoedas

Compre ou venda Bitcoin com a SpikeToSpike e ajude o povo do Rio Grande do Sul

A SpikeToSpike, rede P2P de Bitcoin, está com uma campanha para ajudar o povo do Rio Grande do Sul atingindo pelas enchentes. Através do cupom BTCRS, além de você ter um desconto especial de 25% nas taxas, você também estará contribuindo com doações para a população gaúcha atingida pelas inundações. Como funciona? Basta acessar o […]

Leia Mais
Samourai Wallet
Criptomoedas

Fundadores da carteira de Bitcoin Samourai presos sob a acusação de facilitarem “lavagem de dinheiro”

A última quarta-feira (24) foi um golpe duro para a comunidade Bitcoin e defensores da privacidade. Os fundadores da carteira de Bitcoin Samourai, Keonne Rodriguez e William Lonergan Hill, receberam ordem de prisão sob a acusação de “facilitarem a lavagem de dinheiro” por meio de sua ferramenta de coinjoin, o Whirlpool. Keonne Rodriguez foi preso […]

Leia Mais
Pavel Durov
Criptomoedas

O CEO do Telegram, Pavel Durov, diz que mantém algumas centenas de milhões de dólares em bitcoin há 10 anos

Durante uma entrevista com Tucker Carlson, que foi ao ar na terça-feira, o cofundador e CEO do Telegram, Pavel Durov, disse que manteve algumas centenas de milhões de dólares em moeda fiduciária ou bitcoin nos últimos 10 anos. Em resposta a uma pergunta sobre o fato de a plataforma de mensagens criptografadas não aceitar dinheiro […]

Leia Mais