Os mercados peer-to-peer (P2P) que comercializam criptomoedas na Venezuela têm mostrado recentemente volumes recordes. O Localbitcoins, por exemplo, apontou que o volume de negociação do BTC para Bolívar tem crescido constantemente, com 31 bilhões de bolívares soberanos negociadas até sábado durante a última semana, acima dos quase 27 bilhões de bolívares da semana anterior.

“Muitos venezuelanos estão usando Bitcoin para converter seus bolívares, que estão sendo permanentemente desvalorizados pela hiperinflação, para manter algo de valor”, disse um consultor de Caracas à BBC no mês passado. Eduardo Gómez, chefe de apoio do Bitcoin marketplace Purse.io e cidadão venezuelano, incluiu Localbitcoins como uma das poucas empresas que “salvaram sua vida em várias ocasiões” em um tweet no dia 7.