O Federal Bureau of Investigation juntou-se à Divisão de Investigação Criminal do Internal Revenue Service (IRS), à Procuradoria do Distrito de Colúmbia (U.S. Attorney for the District of Columbia) e à Seção de Crime Informático e Propriedade Intelectual do Departamento de Justiça (Department of Justice’s Computer Crime and Intellectual Property Section) em uma investigação em conjunto da QuadrigaCX, uma exchange de criptomoedas canadense, avisa o site do FBI.

Devido ao colapso da exchange em janeiro, cerca de 115.000 clientes foram deixados para trás sofrendo uma perda total de 260 milhões dólares canadenses (US$ 195 milhões) em criptomoedas e dinheiro, de acordo com um relatório da Bloomberg. A empresa por trás dela, a Quadriga Fintech Solutions Corp, também está em processo de falência no Canadá, após a morte repentina de seu fundador Gerald Cotten em dezembro. Cotten era a única pessoa que tinha a senha para acessar os cerca de 260 milhões de dólares armazenados em carteiras frias (cold wallets).

O FBI está buscando vítimas da QuadrigaCX para descobrir novas informações sobre transações na exchange. Especificamente, um questionário publicado pela agência pergunta às vítimas se já sacaram moedas fiduciárias da exchange e usaram contas bancárias nativas dos EUA para realizar alguma transação.

Fonte: The Block Crypto