Depois que o deputado Patrick McHenry, republicano sênior do Comitê da Câmara dos Estados Unidos sobre Serviços Financeiros, pediu uma audiência sobre o Projeto Libra em uma carta à presidente do comitê, a representante Maxine Waters. Waters, uma democrata, pediu a suspensão do desenvolvimento da moeda do Facebook.

Waters referenciou a controvérsia anterior em torno das políticas de dados do Facebook em sua declaração e chamou sua incursão no mercado de criptomoedas uma continuação de sua “expansão não controlada” na vida das pessoas.

“Os reguladores deveriam ver isso como um alerta para levar a sério as preocupações sobre privacidade e segurança nacional, os riscos de segurança cibernética e os riscos de negociação que são colocados por criptomoedas”, disse ela em um comunicado. “Dado o passado conturbado da empresa, estou solicitando que o Facebook concorde com uma moratória em qualquer movimento para o desenvolvimento de uma criptomoeda até que o Congresso e os reguladores tenham a oportunidade de examinar essas questões e tomar medidas”.

Antes da resposta de Waters à carta de McHenry, McHenry disse que estava aberto para que o Facebook testemunhasse diretamente ao Congresso, de acordo com um porta-voz do legislador. Agora, Waters está afirmando que os executivos devem testemunhar perante o comitê.

Pete Schroeder, da Reuters, tuitou que a carta de McHenry não era explicitamente crítica, mas apontou que uma audiência pode indicar ceticismo dos legisladores.

“Precisamos ir além dos rumores e especulações e fornecer um fórum para avaliar este projeto e seu potencial impacto sem precedentes no sistema financeiro global”, escreveu McHenry.

De fato, esta não é a primeira vez que os legisladores se interessam por uma moeda no Facebook. Antes da Libra ser anunciada, o Comitê Bancário do Senado (EUA) enviou uma carta aberta ao CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, com perguntas sobre questões regulatórias e de privacidade caso o Facebook estivesse buscando um sistema de pagamento digital para sua plataforma.

Outro caso em que um membro da classe política se posicionou contrário à Libra foi alvo o ministro das Finanças da FrançaBruno Le Maire, como relatado por um relatório da Bloomberg desta Terça-Feira. Leia a respeito clicando aqui.

Fonte: The Block Crypto