A França, que detém a presidência do G7, criará a força-tarefa do grupo em projetos “stablecoin“, segundo um relatório da Reuters desta Sexta-Feira, dia 21. A notícia foi anunciada pelo governador do banco central da França, François Villeroy de Galhau. A força-tarefa será encabeçada pelo membro do conselho do Banco Central Europeu, Benoît Cœuré, e também incluirá a criptomoeda do Facebook, a Libra.

O Facebook divulgou seu projeto Libra no início desta semana, com a intenção de fornecer uma alternativa aos bancos convencionais e facilitar transferências de dinheiro por taxas baixas globalmente. Entenda sobre a ausência de bancos na Associação Libra e a proposta do Projeto Libra clicando aqui.

O ministro das Finanças da França, Bruno Le Maire, disse na época que Libra “não pode e … não deve acontecer” e que “está fora de questão” que a criptomoeda “se torne uma moeda soberana”. Leia sobre a declaração do ministro clicando aqui.

Ele também pediu aos governadores dos bancos centrais do G7 e aos guardiões do sistema monetário global que revisem o projeto de criptomoeda da gigante de mídia social e apresentem um relatório no próximo mês.

Espera-se que o projeto da Libra seja lançado em algum momento no próximo ano, mas já enfrentou o escrutínio de bancos centrais e políticos de todo o mundo. Por exemplo, Markus Ferber, um membro alemão do Parlamento Europeu, alertou que o Facebook poderia se tornar um “banco paralelo” e disse que os reguladores deveriam estar vigilantes. Legisladores americanos também querem parar a Libra de alguma forma, como noticiado anteriormente.

Fonte: The Block Crypto